O gatinho Sushi está sempre ao lado da irmãzinha humana, disposto a cuidar dela
Reprodução/Instagram/The Dodo
O gatinho Sushi está sempre ao lado da irmãzinha humana, disposto a cuidar dela

Sushi foi adotado ainda filhote, e era um gatinho bastante tímido, quando sua tutora, Amanda, decidiu colocá-lo junto à filha no berço, para ver se o gatinho dormiria por ali. Foi então que ela teve a mais agradável das surpresas. O gatinho se tornou o seu maior aliado para cuidar da pequena .

“Sinto que foi o destino. Quando eu o peguei pela primeira vez, ele era muito tímido, mas ele tornou tudo mais simples”, Amanda contou ao The Dodo. “Ele se apegou muito rápido à minha filha. Logo que ele a conheceu, ele se abriu muito mais. Ele queria estar perto dela. Ele estava apaixonado por ela e ela ficava completamente bem com ele”.

Amanda conta que o gatinho passa muito mais tempo com a bebê do que com ela, e sempre estão dormindo juntos. “Uma vez que ele aprendeu a subir no berço, ele só queria dormir com ela. Ele sempre quer estar lá. Ele quer fazer parte. Não há um momento em que ela esteja dormindo em que ele não esteja lá. Eles estão sempre abraçados”, conta a mãe.

Quando chega a hora de alimentar a bebê, Sushi está por lá, e ele quer participar. Como em todos os momentos. “Sempre que ela começa a falar as ‘coisas de bebê’, ele para o que estiver fazendo e vai para onde ela está. Se ela chora, ele surge como se perguntasse: ‘Ei, o que está acontecendo?’”, conta Amanda.

Você viu?

Ela brinca que o único momento em que o gatinho não faz questão de participar é na hora de trocar uma fralda suja. Mas algo ainda mais surpreendente, que mostraria a importância dos cuidados que o felino tem pela humaninha favorita, foi quando ele se tornou ainda mais apegado à bebê, ficando muito próximo ao peito dela. 

“E eu vim a descobrir que ela tinha uma infecção respiratória. Fiquei mais chocada que ele notou isso antes de mim. Eu fiquei tipo, ‘Bem, isso faz sentido. Ele continuava dormindo sobre o peito dela’”, conta.

Quando voltaram do hospital, Sushi e a bebê ficaram ainda mais próximos. O gatinho não queria sair do lado da pequena. “Fico tão aliviada que ele a pegou. É como ter outro pai, porque posso simplesmente deixá-la no berço e fazer as tarefas da casa, e sei que está tudo bem, porque o Sushi estará ao seu lado, e ela ficará bem”, conta.

“Ela o ama muito. Estou realmente feliz que minha filha e meu gato tenham uma amizade tão forte desde o início e pelo fato de saber que ela terá alguém com quem contar. Eles são almas gêmeas!”, completa.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários