NILIF se baseia em respeito mutuo entre cão e tutor
Pixabay/ArminEP
NILIF se baseia em respeito mutuo entre cão e tutor

O método NILIF (“Nothing In Life is Free” ou, em portugês, "Nada na Vida é Grátis") se trata de uma forma simples e eficaz de controlar o comportamento do cão fortalecendo o vínculo entre pet e tutor da melhor forma possível, utilizando unicamente de reforço positivo para isso.

Para implementá-lo, tudo o que é preciso fazer é pedir ao cão que realize alguma atividade, antes que ele receba algo em troca, por exemplo, caso o cachorro deseje ir para o quintal, o tutor deve dar o comando para que o animal se sente antes que a porta seja aberta, o mesmo vale para quando o pet esteja pedindo carinho ou na hora das refeições: antes de servir o pote de ração para o animal, o tutor ordena que ele se sente e, só após a ação, o cão receberá a refeição.

O NILIF não é um comando ou uma técnica única, mas sim uma forma geral para ensinar o pet a ter um comportamento adequado em uma sociedade na qual ele conviverá entre pessoas e outros animais. Um dos maiores problemas de comportamento em um cão é quando ele recebe o que quer sem ter feito nada para isso, ou quando recebe mesmo que esteja se comportando de forma indesejada, já que os cães associam determinadas situações ao que vem depois.

Um exemplo básico é quando o tutor oferece um petisco para que o cão pare de latir, o animal tende a entender que, caso ele queira receber aquele petisco que tanto gosta, basta que comece a latir desesperadamente.

O método NILIF consiste em não punir o cão caso ele faça algo desagradável, mas sim ignorá-lo. O pet está insistindo por atenção? Finja que não viu! Se estiver latindo sem parar – a menos que ele não tenha motivos para isso – ignore. Por outro lado, sempre que o animal realizar uma boa ação, como sentar antes de receber o pote de ração, entrar ou sair do carro somente após receber autorização para isso, entre outras, o tutor deverá dar o agrado ao animal imediatamente.

Dessa forma, o cão aprende a repetir bons comportamentos porque ele consegue o que mais deseja. Da mesma forma, ele interrompe o mau comportamento porque isso não lhe traz nada ou ele perde algo que deseja. Com o treinamento de cães NILIF, é construído um relacionamento baseado em confiança e respeito, ao invés de confronto e medo.

Uma das maiores vantagens do NILIF é que qualquer pessoa pode utilizar, independentemente de tamanho ou idade, não causando qualquer conflito na relação com o animal, ao contrário, trará sempre situações de convivência agradáveis e recompensadoras, para ambas as partes.

Quando é indicado o uso do NILIF

O animal precisará se comportar adequadamente para receber o que deseja, seja um passeio ou um petisco
Pixabay/ArminEP
O animal precisará se comportar adequadamente para receber o que deseja, seja um passeio ou um petisco

Quando o cão é agressivo com algum membro da família. Este é uma forma segura e não conflituosa para que todas as pessoas do lar possam estabelecer o controle sobre os recursos da casa (por exemplo, alimentos, brinquedos e atenção dos tutores). Quem tem o controle sobre os recursos é automaticamente o líder.

O NILIF ajuda a estabelecer que o tutor é o líder, exigindo que o cão esteja sempre preparado para seguir as ordens e só assim conseguir aquilo que deseja.

Para cães mais amedrontados, a técnica ajuda a deixar a vida do animal mais previsível, pois ele saberá que se comportando bem, sempre será bem tratado, isso pode ajudar a diminuir o estresse e a ansiedade de separação. Também ajuda a fazê-lo entender que o tutor é o líder e é digno de confiança, o que deixa o pet se sentindo mais seguro.

Para cães muito agitados, o NILIF ensina boas maneiras. Muitos deles aprendem que, para conseguir o que querem, eles precisam pular nas pessoas, serem insistentes ou mesmo latir e choramingar excessivamente para atrair a atenção.

Basicamente, NILIF é como se um pai ensinasse a uma criança a dizer “por favor” e “obrigado”, para receber alguma recompensa e para agradecer por ela.

As Regras do NILIF

Todos na família devem ter a mesma liderança, independente da idade
Pixabay
Todos na família devem ter a mesma liderança, independente da idade

O cão deve realizar tarefas para receber boas recompensas, como obedecer a um comando que já conhece bem. As ordens são básicas como sentar e ficar ou o tutor pode escolher que o cão faça algo a mais, como dar a pata, rolar, acenar ou se fingir de morto.

Leia Também

Mas é preciso também entender que, para que o animal possa utilizar dessa técnica, ele precisa antes ter noção de comandos básicos, por isso não necessariamente o NILIF substitui um adestramento comportamental padrão.

(continue a leitura logo abaixo)

Leia Também

Entre as propostas positivas que podem servir de recompensa para boas atitudes do pet estão praticamente tudo o que ele queira ou goste, como sair para um passeio. Apenas coloque a guia no animal quando ele estiver calmo e comportado para tal, se estiver agitado e pulando, espere até que ele se acalme e só aí faça o que ele espera.

O mesmo padrão pode ser adaptado para uma variedade de situações, sendo uma troca mútua: o pet se comporta de forma agradável e é recompensado por tal. Caso não, ele não receberá nada.

Qualquer comando deve ser dado apenas uma vez. Caso o cachorro não faça o que se espera que ele faça, então o tutor também não fará o que ele quer. Se ele não obedecer, o dono apenas se afasta e vira as costas para ele, ou simplesmente o ignora. Após algumas ordens, repita e, caso o pet reaja positivamente, ele precisará ser recompensado.

Todos na casa são líderes iguais

O comportamento canino pode ser algo facilmente entendido
Reprodução/Shutterstock
O comportamento canino pode ser algo facilmente entendido

É comum que um cão escolha um favorito e que este seja a pessoa com quem ele tenha mais contato, sendo assim ele respeitará mais. Isso não deve acontecer. Para isso, todas as pessoas devem seguir as mesmas regras, não deve ser exigido apenas por parte do cão. Isso inclui, especialmente, as crianças. Geralmente os animais as enxergam como companheiras de brincadeira e não como líderes da casa, seguindo as mesmas regras, os pets também vão ver os pequenos como os chefes da casa, tal como os adultos.

Não exija todas as respostas desde o início

Mesmo sendo um método bastante positivo, demanda paciência e leva um certo tempo para ser realizado. O cão pode demorar a entender o que precisa ser feito para que ele receba o que quer, ou o porque de não ter recebido nada por um comportamento que até aquele momento funcionava para ele. Logo ele entenderá que nada na vida vem de graça.

Caso haja mais de um cachorro na casa, todos devem seguir as mesmas regras, mas nem sempre receber as mesmas recompensas, já que cada cão tem a sua própria personalidade e nem sempre o que mais agrada um será também o melhor para o outro e que cada um leverá seu próprio tempo para se adequar.

O tutor precisa entender as necessidades de cada pet e assim agir com cada um da melhor forma.

O espírito de NILIF

O tutor deve adequar o comportamento do cão para que ele receba o que quer, mas não tornar o pet totalmente dependente dele
shutterstock
O tutor deve adequar o comportamento do cão para que ele receba o que quer, mas não tornar o pet totalmente dependente dele

Algumas pessoas interpretam o “nada” em NILIF de maneira extrema. Fazendo com que o cão não receba nada a menos que exerça alguma função de interesse do tutor. Em certos casos, é retirada do animal até mesmo a liberdade – que está entre os momentos que o pet mais aprecia – fazendo com este se torne um dos recursos almejados.

No entanto, o confinamento também retira do animal a oportunidade de obter qualquer recompensa por conta própria, como simplesmente brincar com um brinquedo, o tornando totalmente dependente dos tutores para tudo que desejem.

O espírito do NILIF, na verdade, é construir um forte vínculo entre as partes, baseado inteiramente em confiança e respeito, e não no confronto e na força física. Dificilmente se consegue isso mantendo o cachorro trancado o dia todo, com pequenos vislumbres de liberdade para que vejam os tutores como grandes seres de superioridade. O real objetivo é que o pet tenha uma vida mais segura e saudável.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários