Os cães da raça Shiba Inu quase foram extintos, vitimas da cinomose
Pixabay
Os cães da raça Shiba Inu quase foram extintos, vitimas da cinomose

De origem japonesa, os Shiba Inu estão entre os cães mais antigos do país, tendo sua origem estimada datando de 300 a.C, embora alguns arqueólogos apontem indícios da existência da raça há mais de 3 mil anos antes de Cristo.

Os cães dessa raça são muito populares e valorizados entre os japoneses, sendo reconhecidos como símbolo da Família Imperial Japonesa, o que os dá o título de tesouro nacional. A tradição japonesa diz que esses cães trazem boa sorte aos donos e os moradores de lá sabem o quanto o temperamento desses cães se define em coragem e ousadia, gentileza e bondade, alerta e espírito aberto.

Em 1934 os Shiba Inu foram declarados como “Monumento Natural” do Japão, mas a raça sofreu um grande golpe durante a Segunda Guerra Mundial e, no início da década de 1950, quase foram extintos pela cinomose. Na tentativa de recuperar a raça, criadores relizaram cruzamentos com variações conhecidas como Shinshu Shiba, o Mino Shiba e Sanin Shiba, os nomes eram dados de acordo com a região de onde os cães eram naturais.

Em 1954 os primeiros cães da raça começaram a vir para a América, mas só foram receber o reconhecimento oficial do Amrican Kennel Club em 1993, desde então a popularidade desses cães aumentaram muito pelo mundo inteiro.

Curiosidades

O Shiba Inu é muito popular no Japão
Pixabay
O Shiba Inu é muito popular no Japão

Os  Shiba Inu costumam ser confundidos com os Akita Inu, sendo diferidos pelo porte pequeno, a raça chegou a receber o apelido de “pequeno Akita”. O nome “Shiba”, inclusive, pode significar “pequeno” ou ser uma referência a cores de árvores avermelhadas de montanhas japonesas, onde esses cães eram usados para a caça de pequenas aves e até javalis.

Assim como o Akita Inu, que teve um filme baseado na história do cachorro Hachiko, o Shiba Inu teve um filme baseado na história de uma cadela chamada Mari.

Em 2004, durante um terremoto no Japão, a casa da família de Mari desabou e a cachorra ajudou os donos a saírem dos escombros, em seguida ela voltou para cuidar dos filhotes, ficando para trás.

Algum tempo depois, os tutores puderam voltar ao local e descobriram que Mari e os filhotes haviam sobrevivido ao desastre, o que comoveu todo o Japão, a história foi contada no filme “Mari to koinu monogatari” (O conto de Mari e seus três filhotes), lançado em 2007.

O cachorro Doge, que ficou famoso pelos memes de internet, é da raça Shiba Inu, em 2013 foi criada uma moeda virtual chamada Dogecoin, como uma sátira para o Bitcoin, contudo, a piada foi levada a sério, passando a ter investidores reais.

E não parou por aí,  em 2021 o meme de Doge foi vendido no formato de NFT em um leilão pelo valor de R$ 20 milhões, batendo o recorde de meme mais caro.

Você viu?

Personalidade

Os Shiba Inu eram usados para caçar pássaros e até javalis
Pixabay
Os Shiba Inu eram usados para caçar pássaros e até javalis

Os Shiba Inu são animais dóceis, inteligentes e muito leais aos tutores. No geral, eles se dão bem com adultos, crianças e outros cães. Com animais de outras espécies que sejam de menor porte é necessário mais cuidado com a socialização. Devido aos instintos de caçador, o Shiba pode considerá-los como presa.

Esses cães são cheios de energia e precisam de atividades físicas regulares, cerca de 60 minutos por dia. Eles foram criados como cães de caça que subiam montanhas de difícil acesso para seres humanos, por isso o tutor de um cachorro dessa raça deve ter disposição para percorrer mais de 10 km por dia com o pet.

Outro cuidado que se deve considerar ao conviver com um Shiba Inu se deve ao perfil territorialista do cão, que não abrirá mão do que é dele, e isso pode ir desde os brinquedos, potes de água e comida, até o sofá da casa (se ele considerar que a sua poltrona é o local favorito, a poltrona será dele). Por isso, ao brincar com o cachorro, é recomendável evitar objetos que sejam do pet, pois ele tende a ser ciumento.

O mesmo vale com estranho, o melhor a socializar o cachorro para que ele entenda que os visitantes não apresentam nenhum tipo de ameaça. Os Shiba são muito inteligentes e de personalidade forte, por isso o adestramento pode demandar tempo e alguma dose de paciência.

Saúde e higiene

Os Shiba Inu são ótimos companheiros para as pessoas e se dão muito bem com crianças
FreePik
Os Shiba Inu são ótimos companheiros para as pessoas e se dão muito bem com crianças

O Shiba tem pelos ásperos e subpelos macios e densos, então precisa de cuidados básicos, como escovações duas vezes por semana e  um pouco mais quando o pet estiver no período de troca de pelos.

A raça não demanda muitos banhos, já que eles mesmos cuidam muito bem da própria higiene, algo que esses cachorros têm em comum com os gatos. Os pelos possuem uma impermeabilidade natural, e banhos constantes podem prejudicá-lo, então é recomendado dar banhos apenas quando for realmente necessário.

O Shiba tem um corpo pequeno e musculoso, são geralmente saudáveis e não apresentam grandes preocupações aos donos, mas não significa que estejam totalmente livres de doenças.

Entre os mais comuns estão a luxação patelar, que é o desencaixe das articulações do joelho. A displasia do quadril, uma doença hereditária que provoca uma má formação das articulações durante o crescimento do cachorro e pioram na medida em que ele envelhece.

Esses cães também podem sofrer de glaucoma, que se não for tratado corretamente pode levar à cegueira.

Os Shiba Inu são cheios de energia e precisam de bastante exercício
Pixabay
Os Shiba Inu são cheios de energia e precisam de bastante exercício



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários