Usando Inteligência Artificial, coleira Petpuls promete traduzir as emoções dos cães
Reprodução
Usando Inteligência Artificial, coleira Petpuls promete traduzir as emoções dos cães

Algumas das tecnologias mais inovadoras e que prometem mudar a realidade como conhecemos vêm sendo criadas na parte oriental do mundo, como a internet 5G, o hidrogênio como combustível e cidades inteligentes. Mas não são apenas os seres humanos que podem se beneficiar dessas invenções. Na Coreia do Sul, uma startup que trabalha com inteligência artificial (IA) para reconhecimento de voz desenvolveu uma  coleira que promete analisar os  latidos dos cães para traduzir aos tutores o que eles estão sentindo ou desejando.

Utilizando um aplicativo de celular conectado ao dispositivo, a coleira promete traduzir para os tutores as emoções dos cães, se estão felizes, relaxados, ansiosos, com raiva ou tristes.

A coleira também monitora a atividade física e o descanso dos animais, como um smart clock. O equipamento é compatível com os sistemas Android e iOS. Para funcionar, precisa estar a, no máximo, 5 metros da conexão Wifi e dura até 10 horas de funcionamento com uma única carga.

Coleira é utilizada por tutor por aplicativo de celular compatível com os sistemas Android e iOS
Reprodução
Coleira é utilizada por tutor por aplicativo de celular compatível com os sistemas Android e iOS

A tutora sul-coreana Moon Sae-Mi fez uma demonstração da coleira inteligente na sua cadela da raça Border Collie em Seul, capital da Coreia do Sul. Ela disse à agência de notícias Reuters que pensava que a cachorrinha ficava feliz quando brincava com ela e triste ou ansiosa quando ficava sozinha. “Mas a coleira indicou que ela fica com raiva quando perde os jogos e as brincadeiras, assim como os seres humanos sentem”, disse.

Para chegar aos resultados que promete, a empresa afirma ter começado a coletar tipos diferentes de latidos em 2017 para analisa-los. Hoje, o banco de dados formado contém mais de 10mil amostras de 50 raças diferentes. Com isso, foi possível desenvolver um algoritmo que trabalha com AI para explicar o que os cachorros estão sentindo ou desejando ao latir.

Border Collie usando a coleira inteligente
Reprodução
Border Collie usando a coleira inteligente



Em Seul, capital da Coreia do Sul, a Universidade Nacional testou o dispositivo e declarou que a coleira tem uma taxa de precisão média de 90% para o reconhecimento das emoções dos cães. A Petpuls Lab começou a vender o equipamento online em outubro do ano passado e custa por US$ 99, aproximadamente R$ 530.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários