Nas redes sociais, fotos de cães e gatos são sucesso garantido . Não são raras  postagens virais, com muitas curtidas e visualizações. Inclusive, há alguns pets cheios de carisma e personalidade que possuem seus próprios perfi s  e alcançam famas maiores do que muita gente por aí.

Para isso tudo acontecer, as vezes os pais e mães de pet precisam ter a árdua tarefa de obter o clique perfeito. Se você é uma dessas pessoas que gostaria de colocar o filho pet na rede e tirar fotos perfeitas está no lugar certo.

Cachorro olhando para a câmera com a língua de fora e no colo de uma mulher
shutterstock
Cachorro fotogênico

O adestrador Wagner Brandão (@adestrador_wagnerbrandao) falou sobre como fotografar o bichinho da forma certa e não trazer riscos ao seu comportamento. Já a empresa animal DogHero ainda dá um tutorial com o passo a passo perfeito para fazer o seu melhor amigo bombar nas redes.

Para deixar o pet confortável

O adestrador Wagner Brandão aconselha ter muita paciência com o bichinho e que em relação ao seu comportamento, buscando horários em que eles estejam mais calmos para a sessão de fotos. "É bom que seja depois de um passeio ou depois do pet ter brincado bastante com seus donos", explica.

Ele ainda pontua que em relação aos gatos, que são animais mais noturnos, o ideal as melhores fotos saem esse período, quando estão brincando e mais alertas. 

Pets que fiquem mais tranquilos e calmos, o adestrador recomenda levar em parques, praias e outros locais abertos. Assim você conseguirá aproveitar bem a paisagem. Já para animais mais agitados, que não param quietos, o ideal são lugares fechados, em ambientes mais calmos com músicas ou desenho animado na televisão pois, de acordo com o especialista, isso ajuda a acalmá-los.

O adestrador ainda frisa a importância de não forçar o pet a não fazer nada que não queira e procurar locais que permitem a presença do bichinho e que sejam seguros para eles.

Tirando a foto perfeita

1. Pressa é a inimiga da perfeição
É fundamental que o responsável pela sessão de fotos do pet tenha paciência durante todo o processo. Afinal de contas, o comportamento dele é imprevisível e o animal pode acabar fazendo algo inesperado. Eles não sabem que aquele momento precisam ficar parados, por isso, o segredo da foto é manter a serenidade.


2. Câmera vs Celular
Tanto uma câmera semi-profissional quanto um celular conseguem fazer fotos de alta qualidade do pet. No caso das câmeras, que são maiores e possuem lentes mais avantajadas, o animalzinho pode ficar curioso e querer farejar o equipamento, o que pode render em registros divertidos.

Porém, de acordo com Wagner Brandão, um dos principais cuidados precisa ser com o flash de ambos os equipamentos. De acordo com ele, gatos se incomodam e podem se assustar, a luz natural seria a melhor opção.

3. Luz ideal

Fotografia significa "fotografar com a luz'", sendo assim, uma iluminação adequada é essencial para que o tutor tenha as fotos que planeja. A dica aqui é usar e abusar da luz natural, já que locais fechados ou escuros talvez façam com que o pai e/ou mãe do pet precise utilizar o flash.

Sessão de fotos
DogHero
Sessão de fotos

Por outro lado, caso opte por fotografar durante a noite, o recomendável é acender todas as luzes e, se necessário, utilizar um abajur ou até mesmo a lanterna de outro celular para ajudar. Além disso, é importante posicionar a luz sempre a favor do pet.

4. Decoração 

A decoração de fundo é um elemento que pode tanto estragar uma foto quanto ser o detalhe charmoso da composição. Por isso, a sugestão é que o fotógrafo da ocasião dedique um tempo para organizar e decorar o ambiente que será o fundo das fotografias. O tutor pode escolher uma parede bonita, colocar uma manta no sofá e recolher objetos e roupas espalhados pelo cômodo.

Sessão de fotos
DogHero
Sessão de fotos

É importante lembrar que o cenário é tão importante quanto seus modelos de quatro patas. Falando nos modelos, também pode ser interessante investir em adornos, acessórios e roupinhas especiais para pets, como tiaras, laços e entre outros, de acordo com os quais ele se sentir confortável. A dica também é aproveitar as datas comemorativas, como Carnaval, Páscoa e Festa Junina para cenários e acessórios temáticos.

5. Use brinquedos

As fotos dos cães ficam ainda mais adoráveis quando eles encaram a câmera. Para conseguir o feito, o fotógrafo pode segurar, com a mão livre, um brinquedo, mantendo-o perto da lente. Além disso, o recomendável é optar por brinquedos que emitem algum som e que acabam chamando mais a atenção do pet. Caso o tutor não os tenha por perto, vale chamar abusar da criatividade e cativar o bichinho com petiscos, estalando os dedos ou assobiando.

Sessão de fotos
DogHero
Sessão de fotos


6. Luz dos olhos meus

Independente do modelo, o truque de um retrato impactante está nos olhos do modelo. No caso de fotografar cães, a situação não seria diferente. Sendo assim, o recomendável o responsável fique agachado e busque tirar fotos na altura dos olhos do animalzinho de estimação. No caso de pets de pequeno porte, uma solução é colocá-lo no sofá ou em uma cadeira confortável  e assim, o tutor não precisará deitar no chão. 


7. O instante decisivo:

Sessão de fotos
DogHero
Sessão de fotos

Para registrar o "momento certo" da foto, é importante focar e  buscar capturar os instantes em que o cachorro está brincando, se divertindo e "sorridente". Quando as pessoas veem fotografias de animais "sorrindo" e olhando para a câmera, há a sensação de que os pets estão felizes. Em suma, as imagens espontâneas são as que mais derretem corações.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários