Quem convive com gatos já sabe: eles são animais exigentes e necessitam de uma série de cuidados especiais. Isso ainda pode aumentar depois da castração do felino, fator muito importante na vida deles. Uma das preocupações é com a alimentação, que deve sofrer algumas mudanças após o procedimento.

Segundo a especialista em felinos Lina Sanz, da Mars Petcare, depois de castrados os gatos deixam de produzir os hormônios sexuais estrogênio e androgênio, e consequentemente o metabolismo desacelera, tornando o animal mais lento e em muitos casos, mais sedentário. Por conta disso, torna-se necessário diminuir o valor energético que o felino irá consumir.

Gato comendo ração no pote
reprodução shutterstock
É importante oferecer os alimentos certos para o felino ter uma boa saúde

A recomendação mais adequada é a de até 50 à 60 kcal/kg de peso corporal por dia. É necessário envolver rações com mais proteínas em sua composição do que gorduras. Tutores devem ficar atentos a esses valores e também evitar de deixar alimento sempre disponível, pois gatos castrados são incapazes de controlar a ingestão.

No mercado há rações específicas para os gatos castrados, que já possuem um teor de gordura reduzido e nutrientes balanceados para o metabolismo alterado do bichano. Marcas como Whiskas e Hills Pet Nutrition possuem linhas específicas com variações de sabores. Apesar disso, é importante checar com o médico veterinário qual é o melhor alimento para o seu animalzinho.

Ajudando o pet a ficar mais ativo

"Com um aprimoramento ambiental correto, aliado ao uso de comedouros antivoracidade e alimentação adequada no equilíbrio energético e nutritivo que um gato castrado precisa, controla-se a tendência à obesidade", conta a veterinária. De acordo com ela, o tutor também pode estimular o comportamento predatório dos gatos, fornecendo brinquedos interativos que imitam presas, como por exemplo, ratinhos e penas. 

Assim, com uma dieta balanceada própria para o seu gatinho e estimulando ele a praticar mais atividades físicas, as chances de ele ter problemas com o peso serão mínimas.

Mas por que castrar os gatos?

A castração é um procedimento que traz benefícios para a saúde dos felinos. Ela ajuda na redução das doenças relacionadas ao trato reprodutivo, e ajuda no controle da natalidade, reduzindo o número de animais abandonados. De acordo com a especialista, a castração é recomendada antes dos 4 meses de vida, tanto para gatos machos quanto fêmeas.

"Quanto mais cedo é realizado o procedimento, melhor é a recuperação do gato e menores as chances de complicação na cirurgia. Já quando realizada tardiamente, os gatos ficam suscetíveis à obesidade hipertrófica, frequente em animais adultos, e necessitam ainda mais que os tutores olhem com cuidado para a alimentação", explica.



    Veja Também

      Mostrar mais