Os cães estão cada vez mais se tornando verdadeiros membros da família. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os brasileiros já têm mais de 52 milhões deles em casa. Muitos deles são vira-latas, outros de raça. 

Entre as raças, algumas fazem mais sucesso do que outras. A Confedereção Brasileira de Cinofilia (CBKC) publicou um ranking das raças de cachorro preferidas pela população brasileira no último ano. Natália Lopes, veterinária e Gerente de Comunicação Científica da ROYAL CANIN Brasil, explica as principais características de casa uma delas. Confira. 

1. Spitz alemão (lulu da pomerânia)

Spitz alemão da cor preta na grama verde
shutterstock
Spitz alemão lidera ranking de raças mais buscadas no último ano

Na liderança do ranking está o spitz alemão, também conhecido como lulu da pomerânia. Ele é muito popular pela pelagem abundante e em forma de "juba" na cabeça, além da cauda espessa. Esses cães são excelentes companheiros, além de inteligentes, ativos e protetores.

Leia mais: Pugs podem ser mais suscetíveis à  Covid-19, afirma veterinária

Dentre os cuidados que os spitzs demandam, se destacam a sensibilidade digestiva e articular, além da necessidade de atenção especial com sua pele e pelagem. Natália Lopes, explica que “tais características da raça demandam cuidados específicos de higiene, além de ser importante dar uma nutrição adequada”. 

Como um cão de porte miniatura, a doença periodontal (tártaro), causada pelo acúmulo de placa bacteriana sobre os dentes, pode ser frequente e aparecer já na juventude. A escovação dental diária é a melhor forma de prevenção, porém, uma alimentação com petiscos adaptados que auxilie na limpeza, pode retardar o aparecimento dessa condição.

2. Buldogue francês

Bulldog francês marrom sentado
shutterstock
Buldogue francês leva medalha de prata no ranking

O segundo lugar ficou para o buldogue francês – uma raça de porte pequeno ou médio, já que podem variar de 8 a 14kg.  Apesar da aparência robusta, com estrutura óssea forte, são muito carinhosos, extrovertidos, alegres, brincalhões e atléticos. Suas orelhas sempre empinadas lhes garantem uma expressão alerta e curiosa. Adaptam-se muito bem à vida em apartamento, e gostam de ficar próximos de seus tutores todo o tempo. 

Leia mais: Antes e depois de cadela resgatada é impressionante; veja

As doenças mais comuns da raça são de origem ocular, musculoesqueléticas e reprodutivas. Embora não estejam entre os mais frequentes, problemas dermatológicos e respiratórios, como a síndrome braquicefálica das vias aéreas superiores e gastrintestinais podem ser as causas das primeiras consultas ao veterinário. 

“A nutrição desses cães precisa ser composta por um alimento altamente digestível, que reduza a quantidade de compostos não digeridos no cólon para limitar o excesso de fermentação”, conta Natália.

3. Shih tzu

Imagem em preto e branco de cão da raça shit zu
Royal Canin
Shit zu ocupa quarta posição no ranking dos cachorros mais buscados no ano de 2019

Cães da raça shih tzu têm um temperamento calmo e carinhoso, sendo excelente para companhia. São inteligentes, ativos e vivazes. Quando bem socializados desde cedo, shih tzus se dão muito bem até com crianças.      

Leia mais: Cães fazem visitas virtuais a hospital infantil de Los Angeles

Possuem a pelagem comprida, de característica lisa ou levemente ondulada, e por isso necessitam de escovação recorrente para evitar os nós. Outra característica do shih tzu é o focinho achatado, que não favorece a respiração em atividades físicas de alta intensidade. Eles não precisam de muito exercício, mas é bom ficar de olho para evitar problemas decorrentes do sedentarismo.   

“É importante ter cuidado com as infecções de ouvido e com a obesidade, além de atenção especial aos cuidados orais”, comenta Natália. 

4. Rottweiler

Rosto de cão da raça rottweiler
shutterstock
O rottweiler ocupa terceiro lugar

A quarta raça preferida dos brasileiros é o rottweiler. São cães de porte grande, musculosos e ativos. Embora possam demorar um pouco para se acostumar com estranhos, e sejam famosos por sua aparência imponente e temível, são pets leais e carinhosos com a família, além de super obedientes. Necessitam de espaço externo, como um quintal, e podem ser excelentes cães de guarda.

Leia mais: 10 vídeos de pets que viralizaram no Tik Tok nos últimos dias

Esses cães podem ter maior propensão à doenças osteoarticulares, como displasia coxofemoral, além de sensibilidades que afetam o sistema gastrointestinal. Por isso, a alimentação deve ser equilibrada, com um balanço preciso de nutrientes, e com proteínas de alta qualidade e digestibilidade. “Cada raça tem uma necessidade nutricional diferente e, por isso, é importante o tutor conversar com veterinário de confiança para que ele possa indicar o alimento mais apropriado”, orienta Natália. 

5. Pug

Rosto de cão da raça pug
shutterstock
O pug ocupa quinta e última posição do ranking

A aparência única do pug faz com que sua popularidade cresça a cada ano, conquistando a quinta colocação no ranking de 2019. Eles têm uma pelagem fácil de cuidar e são uma raça conhecida pela natureza curiosa e cheia de energia. O clima quente pode trazer certo desconforto por conta do focinho achatado (braquicefálico).

Leia mais: Tutora publica fotos hilárias de gato em lugares inadequados da casa

Outra característica importante dos Pugs é que eles amam comer e, por isso, têm tendência à obesidade. De acordo com a veterinária, este é um ponto de atenção para os tutores dessa raça, uma vez que muitos não conseguem resistir às investidas e pedidos que eles fazem por comida.


    Veja Também

      Mostrar mais