Tamanho do texto

O alimento de qualidade exige matéria prima de qualidade, o que acaba encarecendo o produto final; mas é possível economizar

Em busca de uma melhor qualidade de vida para seus animais de estimação, muitos tutores têm optado por rações específicas, e consequentemente mais caras. Porém, ração de boa qualidade é sinônimo de preço elevado? Os veterinários Jorge Morais, fundador da Animal Place, e Juliana Pajosse esclarecem algumas dúvidas sobre o assunto.

Leia também: Yorkshire, poodle e outras raças são predispostas a problemas hepáticos

Segundo Jorge, a origem da proteína presente na ração é muito importante. “Rações com proteínas que tenham cadeias de aminoácidos essenciais de melhor qualidade não são baratas , porem vão nutrir melhor o animal e atender suas necessidades”, afirma. Juliana também ressalta que os ingredientes de qualidade são essenciais. “Uma ração boa deve ter ingredientes de qualidade e valor nutricional adequado para o tipo de pet. É importante que não haja presença de corante artificial .”

rações de boa qualidade arrow-options
Shuttersock
Rações de boa qualidade tendem a custar mais caro


Já que os ingredientes precisam ser de qualidade, a ração do pet acaba ficando mais cara para ser fabricada, e isso implica no preço final nas prateleiras das lojas. “Desconfie de preços muito baixos , pois ninguém consegue fazer algo barato com ingredientes caros e de qualidade. Lembre-se de que há uma vasta cadeia de profissionais por trás do desenvolvimento de cada tipo de ração. E tudo isso gera custo”, conta Juliana.

Porém, se o tutor deseja economizar sem prejudicar a alimentação do animal , ele tem algumas opções. Segundo Jorge, existem linhas mais comerciais, ou seja, mais populares, e de boa qualidade. “A escolha deve ser feita avaliando os ingredientes. Carne de frango , por exemplo, é uma proteína de excelente qualidade. Já ingredientes como: carne mecanicamente separada e farinha de sangue ou de vísceras são proteínas de qualidade inferior.”

Juliana explica que as rações rotuladas como " premium " são mais em conta e não deixam de ter boa qualidade. Porém não serão encontradas opções mais específicas e em muitos casos necessárias como a própria para seniores, filhotes, desmame ou medicamentosas para problemas urinários, renais, obesidade, etc. 

Por isso a melhor forma de economizar com a alimentação do pet é procurando promoções que oferecem mais produtos por um custo menor. Mesmo assim é muito importante ficar de olho na data de validade, já que essas promoções podem acontecer pela ração estar próxima da data de vencimento, o que muitas vezes inviabiliza o uso do alimento por muito tempo. "É seguro comprar desta forma desde que a embalagem esteja íntegra e os prazos de vencimento estejam longos", afirma Juliana. 

Leia também: Quer tornar seu pet um cachorro terapeuta? Saiba o que é preciso

Dentre os problemas causados pelas rações de baixa qualidade, estão:

  • Má formação;
  • Problemas articulares;
  • Ossos tortos;
  • Crescimento abaixo do normal;
  • Obesidade;
  • Doenças nos rins, pâncreas e fígado;
  • Pelagem feia;
  • Facilidade para adoecer.

Dessa forma, tanto Juliana quanto Jorge ressaltam a importância de gastar um pouco mais para manter seu animal de estimação saudável e feliz, evitando assim gastos futuros com a saúde do pet.