Tamanho do texto

Envolvida no processo de resgate, Vanessa Melo tem certeza de que o alto interesse não aconteceria se os 72 cães não fossem de raça

No início da semana a Polícia Civil do Paraná, em parceria com o Instituto Fica Comigo, resgatou 72 cães de raça que passavam por maus tratos em uma rede de pet shops de Curitiba . Os pets estão recebendo os cuidados necessários para se recuperarem de infecções, problemas de pele e desidratação, depois serão colocados para adoção - e já são 13 mil interessados. 

Depois que a notícia do resgate dos cães foi veiculada, a Casa do Produtor e o Instituto Fica Comigo começaram a receber inúmeras ligações e decidiram criar um formulário de cadastro para ser preenchido pelos prováveis adotantes. Pessoas de vários estados do Brasil - São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul - se inscreveram. 

cães de raça arrow-options
Divulgação
Os cães de raça foram resgatados de maus-tratos

Vanessa Melo, Diretora Executiva da Casa do Produtor, que está ajudando com todo o cuidado clínico necessário para os cães, tem certeza que a quantidade de adotantes interessados não seria a mesma se os cães não fossem de raça. 

"Em um único dia de divulgação nós obtivemos 2,5 mil cadastros, agora já estamos com 13 mil. Todo final de semana temos feiras de adoção na loja com protetoras parceiras, dos 15 cães sem raça definidas trazidos, conseguimos a adoção de 5 quando a feira é boa. Isso porque temos um público circulante de 1,5 mil pessoas nesse período", conta Vanessa. 

Leia também: Cão levado por dono para eutanásia por estar muito gordo dá a volta por cima

Outro exemplo que evidencia a preferência pelos cães de raça é o caso de abandono de 19 filhotes de gato em um carrinho de supermercado embaixo da marquise da Casa do Produtor. "Demos todo o tratamento necessário para eles e conseguimos doá-los em 20 dias, o que é um tempo bom, mas nada comparado ao que estamos vivenciando agora", diz Vanessa. 

A seleção dos adotantes entre os 13 mil interessados será feita pelo Instituto Fica Comigo com muita cautela para ter certeza da intenção real da adoção.