Tamanho do texto

O rato Vincent deixa as crianças à vontade para errarem e lerem em voz alta; em troca ele ganha petiscos e carinho

Cães e gatos terapêuticos são muito conhecidos pelos benefícios que levam a pessoas idosas, doentes ou que estão passando por momentos difíceis. Porém o que tem surpreendido muitas pessoas é o rato de estimação Vincent, morador da Georgia, nos Estados Unidos, que se tornou um pet terapêutico ao ajudar crianças no processo de alfabetização.

Leia também: Sala de cinema no Texas é pet friendly e oferece open bar

Não, Vincent não é capaz de falar ou ensinar as crianças a escrever. O que ele faz é muito mais simples: oferece um ouvido amigo para que os pequenos se sintam mais a vontade para ler em voz alta, já que muitos têm vergonha quando estão aprendendo. O ratinho não julga e nem corrige, ele apenas escuta e passa confiança para as crianças.

rato de estimação
Facebook/ Healing Whiskers
Rato de estimação ajuda crianças no processo de aprendizagem


O processo funciona da seguinte forma: Abby Chesnut, a tutora de Vincent, deixa o pet em uma cesta perto da criança , geralmente em cima de uma mesa. Ela pede para que o estudante mostre o livro para o rato, já que esse animal não enxerga muito bem. “Vincent fica ali, parado, ouvindo e aproveitando os carinhos que recebe”, contou Abby ao Metro.

A tutora mantém um blog em que conta toda a jornada dela e de Vincent, o Healing Whiskers. Porém, para que os pets possam se tornar “terapêuticos” é preciso que tenham um certificado, coisa que Abby foi atrás quando quis ser voluntária em alguns projetos junto com seu animal de estimação.

Para ratos o treinamento para lidar com outras pessoas é muito importante. “Eles devem ficar em uma cesta com uma toalha, coleira e também precisam aprender a lidar com barulhos altos, diferentes cheiros e muitas pessoas”, disse a tutora.

Leia também: Gato em perigo é salvo de buraco graças a funcionário de fábrica

Abby sempre fica de olho para ter certeza que tanto Vincent quanto as crianças estão se comportando, afinal, não é todo mundo que gosta de roedores . Até agora diversas crianças receberam ajuda do pet na jornada de aprender a ler, e muitas ficam ansiosas pela visita do rato, que se tornou um amigo querido.