Tamanho do texto

No começo Jessica Schleider entrou em pânico, mas depois teve uma notícia muito boa graças ao seu gato

Um gato folgado chamado Mochi é obcecado por televisões e telas de computador desde quando foi adotado por Jessica Schleider. Esse gosto peculiar do pet resultou em um susto seguido de uma boa notícia para sua dona.

Leia também: Fofo! Gato doméstico ajuda menino durante crise de pânico

gato em cima de teclado de notebook
Facebook/ Jessica Schleider
Gato folgado deitado em cima do notebook


“Logo que chegou em casa, Mochi sempre gostou de deitar em cima do teclado do meu notebook. Acho que em um dia ela já visitou diversos sites diferentes enquanto dormia em cima do computador”, contou Jessica ao The Dodo.

Shcleider é professora assistente no curso de psicologia na Universidade de Stony Brook, onde ela se dedica a pesquisar sobre saúde mental. Recentemente ela decidiu dar uma desacelerada e se focar totalmente em um estudo que valia US$100.000, cerca de R$ 394.000.

Leia também: Gatas para adoção são inseparáveis e ficam de "patas dadas"

“Eu já tinha terminado a pesquisa e estava apenas revisando o arquivo, resolvi sair para passear com nossa cadela Penny. Foi aí que o pior aconteceu”, disse. Quando voltou para casa, a norte-americana percebeu que Mochi estava em cima do teclado, e que o arquivo havia sido enviado, e com uma quantia tão grande em jogo, a dona estava certa em se preocupar. 

Ao perceber o que havia acontecido, Jessica entrou em pânico, mas depois de alguns momentos, chegou à conclusão de que não tinha nada que ela pudesse fazer para remediar o acontecido. A boa notícia veio após alguns dias: a pesquisa tinha sido aprovada! “Finalmente a obsessão dela com aparelhos tecnológicos resultou em alguma coisa!”, finalizou Jessica.