Tamanho do texto

Esses animais não devem ser mantidos em gaiolas, e muitos são abandonados meses após o feriado pela família não se adaptar às necessidades do animal

Coelhos são muito fofos, e há séculos são associados com o feriado cristão da Páscoa. Por isso, muitos pais e familiares costumam presentear as crianças com coelhos nesse dia. Mas por mais bonitinhos que sejam, esses animais não são brinquedo e têm necessidades que ultrapassam ficar na gaiola o dia todo.

Leia também: Homem se arrisca e entra em córrego com muita correnteza para salvar cadela

Adquirir um animal de estimação, seja qual for, requer um estudo sobre a rotina, gastos e atenção que será dada ao bicho, por isso não é recomendado que essa decisão seja feita no “calor” do momento. Muitos dos coelhos que são dados de presente de Páscoa  acabam sendo abandonados ou doados depois de algum tempo. 

coelho da páscoa em fundo rosa com ovo
shutterstock
Dar coelhos de presente de Páscoa não é uma prática saudável para o animal


Leia também: Conheça os tipos de tosa mais populares

Os coelhos, que são animais saltadores, precisam de espaço para se locomover e se exercitar coisa que não acontece quando a criação deles é feita em gaiolas, prática comum quando são dados de presente na data comemorativa. 

Segundo a médica veterinária Cristina Maria Pereira Fotin, a criação em gaiolas é um dos maiores vilões para os coelhos.  “Os coelhos podem apresentar problemas nas articulações, obesidade e desvios de comportamento, como lambeduras que levam a problemas de pele”, conta. O ambiente apropriado para esse animal é um lugar amplo, que possibilite banhos de sol e que tenha uma toca para que ele se esconda e durma.

Além do local, outro ponto a se preocupar é a presença de outros animais de estimação. Por serem considerados presas fáceis na natureza, os coelhos estão sempre alertas, e isso faz com que eles se assustem facilmente. Por isso, outro pet pode dificultar a adaptação do coelho, o que pode ser mais um empecilho.

A alimentação adequada também faz parte do dia a dia desse animal. Ele não pode ser alimentado apenas com ração e precisa de uma dieta variada com frutas e legumes específicos que não causem problemas digestórios. Isso significa mais tempo dedicado ao coelho. 

Leia também: É possível passear com gato? Confira dicas para fazer isso acontecer

Fora o trabalho inesperado que o coelho pode dar, a criança também pode perder o interesse rapidamente no novo pet. Com isso, muitas famílias doam o coelho e outras o negligenciam, ou até o abandonam. Por isso, coelho não é opção de presente de Páscoa.