Tamanho do texto

A tosa é importante para manter a higiene e a saúde do cachorro; ela pode ser feita de diferentes formas

Muitas pessoas enxergam a tosa de cachorro como algo estético, mas o procedimento vai muito além disso: é fundamental para a higiene do animal. O excesso de pelos pode gerar o acúmulo de fungos, bactérias e parasitas nocivos para a saúde do bichinho e até do dono. Por isso, independente do tipo de tosa, o procedimento é importante. 

Leia também:  O cão pode ter alergia à tosa? Veterinário explica irritação após o procedimento

Mas então, qual tipo de tosa optar? A decisão mais acertada varia de acordo com o tipo de pelo do cachorro e com a raça dele. Por isso, antes de pedir uma determinada tosa no pet shop, é importante conversar com um veterinário para saber qual é a mais adequada para o pet. 

A imagem mostra uma pessoa cortando o pelo da face de um cachorro usando uma tesoura especial
Reprodução
Existem diferentes tipos de tosa

Algumas tosas são mais pedidas do que outras. Vinicius Danieli, proprietário do Chica Chiquinha Pet Shower fala das quatro tosas mais feitas no estabelecimento.

Tosa higiênica

Essa é uma das tosas mais pedidas e pode ser aplicada em todas as raças. Consiste em tirar os pelos de regiões especificas como áreas genitais e barriga, além de cortar as unhas. É uma limpeza para evitar que o excesso de pelos nessas regiões causem sérias infecções. 

Tosa na máquina

Serve para diminuir o comprimento da pelagem. A máquina utilizada é especial para essa finalidade e, além de deixar os pelos uniformes, tem lâminas de tamanhos diferente para regular o comprimento do pelo que será cortado. Esse comprimento é o tutor que determina. 

Leia também:  Especialista dá dicas para tosar cachorro no verão; confira

Tosa na tesoura

Assim como fogos de artificio e secadores assustam muitos animais, tem cãezinhos que sentem medo da máquina de cortar os pelos. Para isso, a tosa é feita com a tesoura. É um processo um pouco mais lento, porque o cuidado do profissional deve ser redobrado.

Tosa bebê

É chamada assim porque corta-se o pelo tão curto que lembram os filhotes. Esse corte é feito em cachorros com muita pelagem, para facilitar a mobilidade e dificultar que os pelos embaracem. É o favorito de donos que gostam de praticidade.

Leia também: Dona tenta mudar visual de cão, mas resultado da tosa não sai como o esperado

Independente da escolha do tutor, é importante reforçar que todos os tipos de tosa  devem retirar o excesso de pelo na área das almofadinhas da sola das patas dos cães. Isso evita que o pet escorregue na própria pelagem, que cresce bastante na região. Danieli ainda adverte: “Por mais fácil que pareça tosar um bichinho, não o faça se não for qualificado para isso. Hoje em dia existem diversos profissionais especializados apenas nesse trabalho. Procure-os. Assim nem você ou seu cãozinho ficam feridos”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.