O abandono de um golfinho fêmea e cerca de 46 pinguins tem gerado revolta entre os usuários do Twitter. Os animais, além de centenas de peixes e répteis, vivem no Aquário e Parque Marinho Inubosaki da cidade de Choshi, localizada na província de Chiba, no Japão mesmo após o fechamento.

Leia também: Girafa invade ensaio fotográfico de casamento realizado na África do Sul

O motivo do encerramento foi a queda no número de visitantes devido o terremoto e a crise nuclear de 2011. Apesar disso, o golfinho Honey e os outros bichos não foram realocados e vivem sozinho desde janeiro. Os funcionários dizem estar alimentando regularmente os animais, mas fotos e vídeos feitos por ativistas em março e agosto do aquário mostram o oposto. 

undefined
Reprodução
Golfinho abandonado em aquário fechado no Japão gera revolta entre os usuários do Twitter

Em uma das filmagens, Honey é vista nadando dentro de um compartimento bem pequeno em uma instalação vazia. Já em outra mostra os pinguins cobertos de poeira e empoleirados em um ambiente totalmente arruinado. 

Por causa dessa situação, ativistas e centenas usários começaram expressar seu descontentamento no Twitter. Com a hashtag #savehoney (em português salve Honey), o caso de abandono tomou conta da rede social. "Espero que as autoridades façam algo sobre esse aquário o mais rápido possível", escreveu uma internauta. 

Leia também: Cão abandonado consegue sobreviver após ataque de outro cachorro

Honey, da espécie golfinho-nariz-de-garrafa, chegou ao aquário em 2005, após se capturada numa cidade portuária perto de Taiji. O local é conhecido pela pesca de golfinhos e foi retratado no documentário "A Enseada". 

Com o sucesso do longa-metragem, a compra de golfinhos de Taiji começou a ser mal vista pela população japonesa. Esse descontentamento culminou no acordo da Associação Japonesa de Zoológicos e Aquários, que concordou em parar com essa prática.

Leia também: Papagaio que fala palavrões é resgatado de telhado por bombeiros

Em relação ao caso do golfinho e dos outros animais abandonados, não se tem novas informações até o momento. As autoridades locais não conseguiram entrar em contato com os representantes do aquário.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários