Tamanho do texto

Pesquisa realizada pelo site Dogsblog aponta que as celebridades e influencers estão ditando a moda de certas raças nas redes sociais

A rejeição das pessoas por certo animais voltou a ser tema graças a uma pesquisa realizada pelo dogsblog.com, um site de resgate e adoção de pets no Reino Unido. Segundo eles, mais da metade dos abrigos acreditam que as mídias e as celebridades estão impulsionando a venda/adoção de certas raças de cães e, consequentemente, diminuindo a de outras. 

Leia também: Abandono de animais é crime e precisa ser denunciado

Staffordshire Bull Terrier, Akita, Galgo, Jack Russell, Pastor Alemão, Rottweiler, Buldogue, Labrador, Setter Inglês e Beagle estão na lista das dez raças de cães mais impopulares no Reino Unido atualmente. Enquanto isso, pets como Pug e Bulldog Francês tem fila de espera para serem adotados. 

O labrador está na lista das dez raças de cães mais impopulares do Reino Unido
reprodução shutterstock
O labrador está na lista das dez raças de cães mais impopulares do Reino Unido

Os Pugs são de longe a raça mais requisitada pelos britânicos. A pesquisa aponta que os culpados dessa imensa popularidade são pessoas famosas, que são donos de pets das raças "populares" e o sucesso de perfis caninos no Instagram. Os internautas, vendo diversas fotos desses cães na internet, acabam querendo ter um exemplar em casa. 

Outro problema que a influência das mídias acarreta é o aumento do abandono. A pesquisa mostrou que a idade média de um cão deixado no abrigo é de aproximadamente dois anos, reforçando a ideia de correlação entre o ritmo acelerado das redes sociais e a rejeição por determinadas raças.  

Leia também: Cachorro com pata operada com arame é abandonado em frente a bar

Os Pugs são de longe a raça mais requisitada pelos britânicos
Reprodução
Os Pugs são de longe a raça mais requisitada pelos britânicos

No entanto, isso não significa que os cães populares não estejam sendo esquecidos nos abrigos também, embora sua permanência seja bem mais curta do que os pets "fora de moda". 95% dos estabelecimentos culpam os donos por essa situação, pois se deixam levar pelas tendências e adquirem impulsivamente um cachorro, sem pensar nas responsabilidades de ter um. 

Além de aumentar o número de determinadas nos abrigos, a influência das redes sociais aumentam o abandono
Reprodução
Além de aumentar o número de determinadas nos abrigos, a influência das redes sociais aumentam o abandono

Obviamente nem todo mundo segue a influência das redes sociais, mas é o que mais acontece. “É evidente que as alterações na popularidade de certas raças coincidem com os cães escolhidos por celebridades e influencers . Essas pessoas, consequentemente, ditam quais raças serão mais abandonadas em abrigos", disse Ryan O'Meara, co-fundador da dogsblog.com, ao site Metro. 

Leia também: Cão perdido é encontrado após um ano e a 110 quilômetros de sua casa 

Apesar de a pesquisa ter sido realizada por um site britânico, não significa que esse problema não chegue ao Brasil. As celebridades tem influência no mundo todo através da internet e podem ditar a "moda" de raças de cães aqui também.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.