Tamanho do texto

A primata foi ensinada desde filhote, e chegou a compreender cerca de mil palavras em sinais e duas mil em inglês verbal

Faleceu, na manhã da última terça-feira (19), aos 46 anos a gorila Koko. Ela ficou famosa ao redor do mundo por se comunicar através da linguagem de sinais americana. Essa aptidão foi descoberta ainda filhote por Francine Patterson, a responsável por ensinar a primata os sinais. O trabalho deu tão certo que se tornou parte de um projeto da Universidade de Stanford em 1974. 

Leia também: Gato cleptomaníaco não consegue se conter e furta itens de seus vizinhos

Com quatro anos de idade, a  gorila do oeste da África já tinha um vocabulário de mais de 170 palavras. Com o passar do tempo, Francine continuou treinando-a até compreender cerca de mil palavras em sinais e entender duas mil em inglês verbal. Por causa da facilidade em aprender, a primata ficou conhecida internacionalmente. 

Gorila Koko, famosa por se comunicar com linguagem dos sinais, morre aos 46 anos em zoológico de São Francisco
Reprodução Facebook
Gorila Koko, famosa por se comunicar com linguagem dos sinais, morre aos 46 anos em zoológico de São Francisco

Parte do sucesso de Koko também se deu, em parte, pela sua interação com celebridades do entretenimento, como Fred Rogers. Em 1998, ela participou de um episódio da série "Mister Roger's Neighborhood" ao lado do artista. Três anos depois conheceu Robin Williams e logo se tornaram grandes amigos. A gorila ficou muito triste quando soube da morte do ator em 2014.

Leia também: Duke, cão prefeito de uma cidade em Minnesota, anuncia sua aposentadoria

Koko nasceu na década de 70 no zoológico de São Francisco, onde viveu toda sua vida. Francine começou a trabalhar com ela só um ano depois. Em 1979, ela fundou a The Gorilla Foundation com o Dr. Ronald, local que ficou responsável pelos cuidados da primata.

Em comunicado oficial, a organização anunciou o acontecido. "A Gorilla Foundation lamenta informar a morte de nossa amada Koko. Ela tocou a vida de milhões como embaixadora para todos os gorilas e um ícone para a comunicação interespécies. Ela foi amada e será profundamente lembrada."

Leia também: Yorkshire faz companhia e ajuda no resgate de menina perdida em milharal

A fundação disse que continuará honrando o legado da gorila Koko e avançando na missão com projetos. "[Vamos] continuar incluindo esforços de conservação na África, o santuário em Maui e uma aplicação estrelada por Koko para beneficiar gorilas e crianças", disse em nota.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.