Tamanho do texto

O animal foi encontrado dentro de uma fenda, a 50 metros do pico do penhasco em Ituporanga, Santa Catarina

Não é de hoje que os animais se metem em enrascadas e o corpo de bombeiros precisa ser acionado para salvá-los. Incêndio, prender partes do corpo em objetos e desaparecimento são alguns exemplos. Dessa vez, um cachorro caiu em uma ribanceira e sumiu por seis dias numa área de mata em Ituporanga, Santa Catarina. 

Leia também: Bombeiros salvam filhote que prendeu cabeça em roda de carro

O local do desaparecimento fica perto da região de Rio dos Bugres, no limite com a cidade de Imbuia. Para resgatar o pet, o corpo de bombeiros foi chamado e a procura começou no último domingo (20). Porém, com chegada da noite e a diminuição da luz natural, ficou muito difícil encontrar o animal no meio da mata. Os trabalhos foram interrompidos e retomados na segunda-feira (21).

Cão desaparece por seis dias e é salvo pelo corpo de bombeiros um penhasco
Reprodução Facebook
Cão desaparece por seis dias e é salvo pelo corpo de bombeiros um penhasco

Assim que foi encontrado, descobriu-se que o bichinho estava a aproximadamente 50 metros do pico do penhasco, dentro de uma fenda da rocha do paredão. Foi necessário três bombeiros para chegar a esse local de difícil acesso. Técnicas de rapel foram utilizadas para terem êxito no resgate. 

Leia também: Bombeiro arrisca a vida para salvar cão preso em penhasco

O cachorro foi pego após seis horas de trabalho. Por volta das nove horas da manhã ele já estava em segurança. Devido aos seis dias desaparecidos, foi encontrado fraco e debilitado. Os bombeiros se preocuparam em oferecer água e comida ao bichinho. 

Cão desaparece por seis dias e é salvo pelo corpo de bombeiros um penhasco
Reprodução Facebook
Cão desaparece por seis dias e é salvo pelo corpo de bombeiros um penhasco

A história foi compartilhada na página oficial do Corpo de Bombeiros Militar de Ituporanga. "Hoje efetuamos um resgate de um cão que havia caído em ribanceira havia 6 dias e que estava a 50 metros do ponto de descida. O cão estava fraco e debilitado. Foi necessário o uso de técnicas de salvamento em altura para resgatá-lo. Local era difícil acesso e foi preciso fazer uma trilha de aproximadamente 2 quilômetros", escreveram na publicação.

Um vídeo também foi feito mostrando partes do difícil resgate. Felizmente o corpo de bombeiros conseguiu salvar o animal em segurança. Assim que passou o perigo, ele foi entregue ao dono. 

Leia também:  Bombeiro se recusa a desistir de cão que estava em incêndio!


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.