Tamanho do texto

Lorca foi atacada por um cachorro e sofreu graves fraturas na mandíbula, maça do rosto e lesões no pescoço

Os cães costumam ter uma ótima relação com os humanos, mas entre eles nem sempre é tão boa assim. Brigas entre cachorros são comuns, o problema é quando elas acabam em tragédia, por exemplo o caso do beagle que morreu após ser atacado por dois cães . Essa história chocou a todos e comoveu muitas pessoas. No caso, a cadela Lorca passou por uma situação parecida, mas felizmente conseguiu ser salva e agora passa por um tratamento inédito. 

Veja mais:  Menina entrevista gatinha de estimação e o resultado derreterá seu coração

Lorca é uma filhote da raça Staffordshire Bull Terrier e tem apenas quatro meses. A cadela  foi atacada por outro cão e sofreu graves fraturas na mandíbula, maça do rosto e sérias lesões no pescoço. Sua situação era preocupante, principalmente para os veterinários que a atenderam. Eles perceberam que somente uma cirurgia não seria o suficiente para curar Lorca e as esperanças começaram a se esvair. 

No entanto, a sorte estava ao lado de Lorca e surgiu algo que poderia ajudá-la. Os estudantes da Universidade da Califórnia Davis desenvolveram uma máscara feita em impressora 3D para auxiliar na recuperação de fraturas na mandíbula de cachorros. O projeto foi chamado Exo-K9. 

Cadela se recupera de lesões faciais com método inédito
Reprodução Redes Sociais
Cadela se recupera de lesões faciais com método inédito












Leia também:  Homem arrisca vida para salvar coelho durante incêndio na Califórnia e viraliza

Esse novo aparelho era perfeito para o caso de Lorca. Os veterinários aproveitaram da tecnologia para tentar ajudar na recuperação da cadela. A máscara imobilizou sua cabeça, mas não totalmente, pois ela não tirou os movimentos e nem a impediu de comer. A filhote tinha tudo para voltar a vida normal com esta criação. 

E realmente, em pouco tempo, a rápida recuperação de Lorca surpreendeu os veterinários. Em menos de três dias ela já estava comendo alimentos macios. No primeiro mês após a cirurgia novos ossos começaram a se formar, e em apenas três meses a articulação entre o crânio e a mandíbula já estava funcionando bem. Um vídeo mostrando a melhora da cadela foi postado no Facebook da universidade, confira. 




Mais:  Cachorro jogado na estrada perde movimento das patas traseiras e ganha novo lar

Ainda não existe um estudo detalhado sobre esta técnica, mas os estudantes pretender lançar um em 2018. De qualquer forma, eles acreditam que a máscara se mostrou eficaz no tratamento de fraturas e a cadela Lorca pode ser considerada um bom exemplo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.