A tosse dos canis é uma das doenças mais comuns entre cães
Virbac
A tosse dos canis é uma das doenças mais comuns entre cães


Assim como as pessoas, os animais de estimação também tendem a ficar resfriados e a contrair vírus e bactérias em períodos mais frios, os pets também ficam mais vulneráveis e correm maior risco de contaminação.

Um exemplo disso é a Traqueobronquite Infecciosa Canina, mais conhecida como tosse dos canis ou, de um jeito mais simples: gripe dos cães. Embora não seja muito comentada, os cachorros sofrem bastante com a doença causada pela bactéria Bordetella bronchiseptica e pelo vírus da Parainfluenza canina , porém pode ter sinais agravados por infecção de outras bactérias ou vírus que também acometem o aparelho respiratório do animal.

A médica veterinária Valeska Rodrigues alerta que a gripe dos cães foi reconhecida como zoonose, ou seja, se trata de uma doença que pode ser transmitida de animais para humanos. “Os sinais respiratórios podem ser apresentados principalmente por pessoas imunossuprimidas. Outras espécies também podem apresentar a infecção, como carnívoros silvestres e alguns felinos domésticos com a imunidade deficiente”, explica.

A veterinária aponta que a ocorrência da tosse dos canis costuma ser sazonal, principalmente nos meses de outono e inverno, que são mais frios e secos, e favorecem a intalação de agentes infecciosos no trato respiratório. Além disso, a enfermidade geralmente ocorre nos cães que convivem em um mesmo ambiente. O que comprova a fácil transmissão dos agentes bacterianos ou virais envolvidos.

“Os principais sinais clínicos são a tosse seca, de início súbito que, geralmente, some em poucos dias, mesmo sem tratamento. O grande problema está em quadros complicados por infecções secundárias que podem levar a pneumonia ou broncopneumonia e que podem ser identificados a partir de secreções ocular, nasal ou tosse produtiva”, explica Valeska. 

Você viu?


A tosse do canis é pouco comentada, mas é bastante comum em épocas de frio
Reprodução
A tosse do canis é pouco comentada, mas é bastante comum em épocas de frio

De acordo com a veterinária, é fundamental a avaliação clínica para identificar o nível da doença e o melhor tratamento, que pode ser com antitussígenos e broncodilatadores, que diminuem os desconfortos dos sintomas da tosse dos canis, até curar. “Em casos mais graves, o veterinário poderá indicar o uso de antibióticos tópicos e mais raramente sistêmicos, podendo ser necessário também a cultura das secreções para identificação do agente infeccioso principal ou secundário, para uma terapêutica mais específica”, aponta.

A especialista alerta para que os tutores fiquem atentos aos sinais clínicos e, caso apresente sintomas respiratórios como tosse seca, de início súbito, ele deve informar ao médico sobre a ocorrência nos animais que convive. Além disso, é importante higienizar os objetos e manter o ambiente ventilado, para minimizar a transmissão, bem como isolar o animal, por uma questão de segurança, mas jamais abandoná-lo por isso.

Cães também podem ter problemas respiratórios, como a gripe
reprodução shutterstock
Cães também podem ter problemas respiratórios, como a gripe

Para previnir, também há uma vacina para a tosse dos canis que minimiza os sinais respiratórios e diminui a transmissão para outros cachorros. O veterinário poderá indicar qual seria o melhor tipo de vacina que o pet deverá tomar, podendo ser aplicada por via intranasal ou injetável via subcutânea, sendo duas doses e reforço anual.

Em locais com aglomeração de cães ou animais que precisam ficar em hotéis, day care e eventos de exposição, indica-se a aplicação semestral. Os anticorpos das mães passam para os filhotes pelo colostro, o que ajuda a prevenir a tosse em filhotes lactentes”, informa.

Para evitar que a doença se propague, a veterinária ressalta que é importante que o tutor leve o pet para consultas periódicas, para uma melhor orientação. “A escolha da vacina e as dicas sobre o ambiente, além da avaliação do estado geral do cão nos trará uma melhor segurança para a prevenção da tosse dos canis, bem como orientar o melhor tratamento na época mais fria do ano”, conclui.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários