Além de facilitar a vida do tutor, as dicas ajudam a diminuir o estresse do gatinho
shutterstock
Além de facilitar a vida do tutor, as dicas ajudam a diminuir o estresse do gatinho

Que dono de gato nunca passou apuros ao dar algum medicamento ao bichano? Quando o felino fica doente, a gente o leva ao veterinário, que diz que "tudo é muito fácil e descomplicado", mas na maioria das vezes essa não é a realidade.

Canal do Pet conversou com o médico veterinário Kleverson dos Santos, que  traz algumas dicas valiosas para não rolar nenhum tipo de estresse entre o gato e seu tutor.

Os felinos costumam arranhar, morder, babar e espumar (algo bem comum) ou até mesmo fugir, o que leva muitos pais pet a ficarem preocupados na hora de medicar o animalzinho. O especialista lembra que os donos dos gatos ficam apavorados quando o bicho tem alta, mas ressalta que não é tão difícil como parece.


Para remédios sólidos

Para dar medicamentos em forma de comprimido, uma técnica conhecida é a de segurar o gato simulando a forma como uma gata segura o seu filhote, para que ele tenha a sensação de conforto na hora de tomar o medicamento.

“As mamães, costumam segurar e carregar seus filhotes pelo cangote (pele da parte de trás da nuca), normalmente, seguramos os felinos da mesma forma para que se sintam relaxados ao medicá-los”, explica.

Hoje, o mercado dispõe de aplicadores de comprimido em forma de seringas, e quando o tutor opta por comprimidos inteiros é recomendado que se utilize esses aplicadores, a fim de evitar que sejam mordidos quando colocarem os dedos na boca.

Você viu?

Uma dica interessante é usar o próprio hábito de limpeza dos bichanos para facilitar na hora de dar os medicamentos: “Sempre damos a dica de macerar bem os comprimidos até que virem pó, misturem a uma pontinha de requeijão e passe em suas patinhas da frente, pois os gatos, por serem animais que se lambem a qualquer sinal de ‘sujidade’ em seus pelos, automaticamente irão se limpar, lambendo suas patas.”, ensina Kleverson.

A higiene dos gatos podem ajudar na hora da medicação
Pixabay
A higiene dos gatos podem ajudar na hora da medicação


Remédios líquidos

Para medicações líquidas, é recomendado que se faça com o auxílio de uma seringa, no fundo da garganta do animal, com cuidado para não machucá-lo. Quando a dosagem for acima de 0,5 ml, deve ser dividida para evitar que o animal engasgue.

Para inalação

Algo talvez pouco pensado pelos donos de pet, é que esses animais também podem precisar de inalação e, para isso, uma forma bem prática de dar esse tipo de medicação ao animal é se utilizando da caixinha de transporte, como detalha o veterinário.

“Recomendamos que coloque o felino dentro de uma caixa de transporte, cubra com toalha ou cobertor e, com auxílio de esparadrapo, prenda a máscara de inalação na grade de frente, assim o vapor ficará preso por conta da cobertura”.

A caixa de transporte é um item fundamental para os donos de pet
Shuttersock
A caixa de transporte é um item fundamental para os donos de pet


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários