Gatinho asmático precisa de bombinha e exercícios físicos
Reprodução/TheDodo
Gatinho asmático precisa de bombinha e exercícios físicos


O gatinho Liam começou a apresentar algumas dificuldades para respirar. Preocupados, seus donos levaram o bichano ao veterinário e ele foi diagnosticado com asma. 

"Liam estava conosco por cerca de um ano ou dois e começamos a ver sinais de asma. O veterinário o diagnosticou com a doença após alguns testes. E disse que eventualmente teríamos que utilizar a bombinha", contou ao site americano The Dodo. O gatinho, então, passou a utilizar o equipamento duas vezes por dia e, sem ele, ele poderia ter problemas e não sobreviver.

"Mas, no fundo, tudo o que importava era ter certeza de que Liam tinha uma boa qualidade de vida e eu estava focado nisso", contou o dono do gato. O uso contínuo da bombinha, no entanto, faria com que o animal ficasse menos ativo e com mais apetite, o que poderia resultar no ganho de peso.

"Foi cerca de um ano após o inalador que começamos a perceber que ele estava realmente ganhando peso. E quanto mais peso ele tem, mais ele tem seus pulmões pressionados". Por isso, o dono de Liam teve uma ideia: uma roda -- bem parecida com as de hamsters -- para que o bichano se exercitasse.

No começo, ele era bastante preguiçoso e não queria andar na engenhoca. Mas, com o passar do tempo e com a prática, Liam ficou craque nos treinos em sua mini academia.

Confira a história dele:



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários