A pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2) fez com que muitas pessoas dessem uma atenção maior para a desinfecção de ambientes , forma de evitar o contágio. Água sanitária, desinfetantes, e limpadores com cloro e álcool, são amplamente recomendados para a higienização, porém devem ser usados com cuidado em casas com animais de estimação por alguns oferecerem perigo de intoxicação para eles. 

Leia também: Saiba como manter a higiene do cachorro em época de coronavírus


Cão e gato  segurando utensílios de limpeza
reprodução shutterstock
Alguns produtos de limpeza podem ser altamente maléficos aos animais de estimação


Graziella Gallo, dermatologista da Amahvet, explica que substâncias como ácidos, amônia e cloro, encontradas em produtos de limpeza podem trazer vários malefícios aos animais de estimação. O contato com a pele pode causar feridas. Além disso, por terem o olfato bastante apurado, os pets são mais sensíveis ao cheiro, o que também pode causar alergias. Sintomas de intoxicação como vômitos, diarreia e dificuldade de respirar também são problemas causados pelo uso desses produtos. 

A gravidade dos sintomas depende do nível de contato do animal com a substância tóxica, o tamanho dele e o grau de toxidade em seu corpo. 

Leia também: Em tempos de coronavírus, entenda a doença em cães e gatos

Para evitar qualquer problema de saúde no pet, Graziella indica produtos que não oferecem risco e também possuem características capazes de manter a casa desinfetada. O álcool puro é um produto que não possui cheiro forte e que higieniza. A melhor forma de usá-lo e manter o animal longe durante o uso e só soltá-lo quando secar. 

Outras opções são produtos mais neutros, como detergente e sabão de baixo Ph, que não apresentam nenhuma substância maléfica para os animais. 

Caso a preferência seja por desinfetantes, existem opções pet friendly, usadas em clínicas e hospitais veterinário e vendidas em qualquer pet shop. Graziella afirma que a opção é ótima para substituir o cloro ou a água sanitária na limpeza. O produto vem concentrado e deve ser diluído em água para o uso. 

A qualquer sintoma de intoxicação o dono do animal deve procurar um veterinário de confianças. 

    Veja Também

      Mostrar mais