Estabelecido pela Federação Dentária Internacional (FDI), o dia 20 de março ficou conhecido como Dia Mundial da Saúde Bucal . Da mesma maneira que os seres humanos, os pets devem ter uma rotina de higiene bucal. Marcello Roza, médico especializado em odontologia veterinária da Mars PetCare, alerta que a falta dos cuidados necessários pode acarretar em doenças perigosas. 

De acordo com o especialista, tanto problemas locais quanto problemas em outros tecidos do corpo do pet podem ser consequência da má escovação. A gengivite, por exemplo, é um problema que ocorre na gengiva dos cães e, se não tratada, outras lesões aos demais tecidos da cavidade oral podem surgir e levar a perda dos dentes. Além disso, várias alterações sistêmicas graves, como problemas cardíacos e renais, podem ter sua origem relacionada à doenças de origem bucal. 

Leia mais: Fique atento! Sinais da dor de dente em cães ignorados por muitos donos

Cachorro tendo seus dentes escovados
shutterstock
Doenças bucais e em outros tecidos do corpo podem ser ocasionadas de uma má escovação

Para evitar essas doenças há algumas medidas que podem ser tomadas no dia a dia da escovação bucal do animal que são de extrema importância. Marcello Roza enfatiza o uso de escovas macias e cremes dentais apropriados (sem flúor). Além disso, a utilização de petiscos funcionais são uma boa pedida. Eles são desenvolvidos com ingredientes que têm ação contra a formação da placa bacteriana e do cálculo dentário (tártaro), e complementam a escovação atingindo áreas de difícil alcance. É importante frisar que antes do uso de qualquer produto, um médico veterinário de confiança deve ser consultado.

Leia mais: Dia Nacional dos Animais: Brasileiros não cuidam dos pets da forma correta

Entender o passo a passo da escovação também é importante para que ela seja feita de maneira correta e eficaz contra as doenças. Marcello separou seis dicas para o dono do pet garantir que isso aconteça. 

  1. Utilizar, com delicadeza, uma escova dental com cerdas macias (as escovas para humanos podem ser utilizadas). A dedeira (dispositivo de borracha ou de silicone em forma de dedo) também pode ser utilizada no processo de adaptação e depois substituída pela escova, assim que o animal estiver condicionado.
  2. A pasta dental para humanos não deve ser utilizada porque contém flúor, que é engolido pelos animais e irrita o tubo gastrointestinal. Além do sabão, que levaria à formação de espuma, atrapalhando o processo de escovação. A pasta dental veterinária tem um sabor agradável para os cães e facilita a escovação. Entretanto, também é importante buscar por pastas com ação química.
  3. O cão deve estar bem confortável. Carícias e mimos ajudam a deixá-lo receptivo à escovação.
  4. Realizar a escovação em ambiente calmo e em um momento tranquilo e relaxado também ajuda.
  5. Sempre que possível, tentar fazer a escovação no mesmo horário, estabelecendo uma rotina, para que o processo de aceitação seja mais rápido.
  6. A escovação deve ser diária, uma vez por dia, e deve durar cerca de um minuto.

Seguindo a escovação correta, e utilizando de produtos que ajudem ela a ser eficaz, seu pet estará mais protegido de doenças.






    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários