Com o surto do novo coronavírus , muitos donos estão com medo de pegarem a doença por meio do cão ou do gato . Mas, não há necessidade de alarde. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), não há evidências de que os animais de estimação domésticos possam ser afetados ou transmitam a Covid-19. Caroline Mouco, veterinária do Hospital Vet Popular, acrescenta que os pets podem ter coronavírus , mas o tipo é diferente do que se tornou uma pandemia atualmente. Contudo, há zoonoses comprovadas - doenças que podem ser transmitidas para humanos pelos animais.  

Médica examinando coração de cãozinho branco e marrom
shutterstock
Diferente do coronavírus,há doenças que cães e gatos podem transmitir a nós

A veterinária Adriana Souza dos Santos, da clínica Amahvet, listou 22 zoonoses e seus sintomas. Lembrando que a qualquer sinal de alguma delas, o médico deve ser consultado para um melhor diagnóstico e tratamento.

  • Antraz: febres e calafrios, pequenas bolhas ou protuberâncias que podem coçar, ferida cutânea (úlcera), dor de cabeça, náusea e vômito, dor de estômago, tosse, dores no corpo; 
  • Brucelose:  febre, for articular ou artrite, sudorese, dor muscular, dor de cabeça; 
  • Babesiose: febre intermitente, anemia, icterícia (pele amarelada), e hemoglobinúria (hemoglobina na urina); 
  • Cisticercose: sintomas neuropsiquiátricos (convulsões); distúrbios do comportamento; hipertensão intracraniana e oftálmica.
  • Dermatofitose:  lesões na pele - placas avermelhadas, descamações, irritação e coceira;
  • Doença de Lyme:  vermelhidão localizada na pele, febre, dor articular; 
  • Erisipela suína: lesão na pele, dor articular;
  • Erlcihia: emagrecimento, fadiga, hemorragia interna, severa doença autoimune; 
  • Escabiose: coceira. pápulas espalhadas pelo corpo;
  • Febre amarela: febre, dores musculares, fadiga, náusea e vômito;
  • Febre aftosa: febre, aftas na boca, sede excessiva, dores pelo corpo;
  • Febre Maculosa Brasileira: febre e calafrios, diarreia, dor de cabeça intensa, náusea e vômito; 
  • Gripe aviária: tosse, garganta inflamada, dificuldade de respirar, dor espalhada pelo corpo;
  • Histoplasmose: tosse seca, dor no peito, febre;
  • Larva Migrans: coceira intensa; inchaço; linhas tortuosas pela pele.
  • Leishmaniose Visceral: febre baixa recorrente, tosse seca, diarreia, sudorese, prostração;
  • Leishmaniose cutânea: nódulos espalhados pelo corpo, que posteriormente tornam-se úlceras;
  • Leptospirose: febre alta, dores musculares, diarreia, desidratação, manchas vermelhas pelo corpo;
  • Raiva: mal-estar, vômito, dor de cabeça, desconforto gastrointestinal, ansiedade. Posteriormente os sinais se agravam por conta da encefalite;
  • Salmonelose: diarreia (com ou sem sangue), dores abdominais, febre, falta de apetite;
  • Toxoplasmose: dor de cabeça e garganta, manchas avermelhadas pelo corpo, confusão mental, aumento de órgãos como fígado e baço;
  • Tuberculose: tosse por mais de duas semanas, produção de catarro, dor no peito, falta de apetite, cansaço, escarro com sangue em casos mais graves.

Por isso, é muito importante que o dono cuide regularmente da saúdo do animal de estimação. Visitas anuais ao veterinário , vacinação, vermifugação, banhos e higiene da casa são indispensáveis. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários