Tamanho do texto

Além do baixo custo, esses medicamentos têm menos efeitos colaterais e não causam dependência

Dezembro chega e com ele as festas de final de ano : Natal e Ano Novo. Muitos donos de animais ficam apreensivos nessa época, já que os fogos de artifício podem deixar os pets muito agitados, causando acidentes e às vezes até a morte. Para deixar o animal mais tranquilo uma opção é investir em medicamentos fitoterápicos, que são mais naturais.

cachorro remedio arrow-options
shutterstock
Medicamentos fitoterápicos podem ajudar durante festas de final de ano


Segundo a veterinária Andressa Cris Felisbino, da DrogaVET, farmácia de manipulação de medicamentos caninos, esse tipo de remédio contém Valeriana, substância que acalma mas não muda o ânimo do animal durante o dia. “Essa substância ajuda a tratar as condições de estresse, ansiedade e mudanças bruscas de humor.”

Além de utilizar os fitoterápicos para o momento dos fogos, a veterinária ressalta que eles também podem ser usados em outras ocasiões. “Viagens e a chegada de um novo membro na família, por exemplo, são algumas situações muito comuns alegadas pelos tutores em nossas unidades ao solicitarem a manipulação do medicamento.”

Mas como os fitoterápicos agem no organismo do bichinho de estimação? Andressa explica que a única diferença em sentido de eficácia é o tempo que ele demora para agir. “Cada fitoterápico age conforme sua função e especialidade, porém o tempo para agir pode ser mais lento que uma droga sintética”, afirma. “Eles agem de forma semelhante as medicações sintéticas  e têm a sua eficácia comprovada", completa. 

Leia também: Pet é muito agitado? Feromônios sintéticos podem ser a solução

Os benefícios de se usar um medicamento natural é a diminuição dos efeitos colaterais, a possibilidade de utilização em longo prazo, baixo custo, entre outros. “Eles possuem menor índice de dependência, além de ter composição natural e um custo mais baixo”, afirma Andressa.

Entre os compostos mais comuns nos fitoterápicos estão: Melissa (com efeito sedativo e calmante), a Passiflora (que combate problemas no sono, estresse, ansiedade, fobias), a Erva de  São João (trata a ansiedade) e a Valeriana (calmante natural que diminui o nervosismo perante ações, eventos). Mas antes de escolher um desses é sempre preciso consultar um médico veterinário de confiança para a dosagem correta, que varia de acordo com idade, tamanho e peso do animal.

dog e remedio arrow-options
Divulgação/ DrogaVET
Manipulação de medicamento fitoterápicos é uma opção

Além disso, esses compostos podem vir em diversas formas para a ingestão do cão ou gato. Na DrogaVET são produzidas pastas orais, xaropes e suspensões, que podem vir com sabor de carne ou outro da preferência do pet . A pasta, por exemplo, tem Kawa Kawa, planta que contém Triptofano, substância que já existe no organismo e age como um antecessor da serotonina, que regula o humor, apetite e promove a sensação de bem-estar.

A veterinária finaliza dando dicas de outras coisas que podem ajudar na hora dos fogos durante as comemorações de final de ano:

  • Não acaricie o animal ou tente protegê-lo. Esse tipo de ação só faz com que ele entenda que está em uma situação de perigo, deixando-o ainda mais perturbado.
  • Aja naturalmente quando a queima de fogos começar, ficando sempre perto do animal e mantendo o tom de fala firme e transmitindo confiança.
  • Revestir a casinha do pet com espuma ou várias almofadas para reduzir o barulho.
  • Manter portas e janelas fechadas, ligar a televisão com algo que prenda a atenção do cão ou gato para que ele se distraia.