Tamanho do texto

Uma alimentação mais natural também precisa de acompanhamento veterinário para ter certeza de que o pet está recebendo todos os nutrientes

Variar a dieta do animal de estimação pode ser uma boa ideia quando feita de forma correta. Introduzir legumes além da ração industrializada é possível, mas sempre com ressalvas, como explica a veterinária Roseli Berto Sabbadini. "As verduras e legumes devem ser oferecidos como petiscos, uma vez que as rações de boa qualidade já oferecem um balanceamento completo para o pet”, diz.

Brócolis é um dos legumes que cães podem comer arrow-options
shutterstock
Brócolis é um dos legumes que cães podem comer


Além da ração industrializada muitos tutores optam pela Alimentação Natural , que é feita com base na receita de um médico veterinário, que pode conter desde frutas e legumes até carnes. Os vegetais que podem ser oferecidos aos cães, segundo Roseli, são:

  • Chuchu
  • Brócolis
  • Abobrinha
  • Abóbora
  • Ervilha torta
  • Quiabo
  • Vagem
  • Agrião
  • Rúcula
  • Salsinha
  • Folhas de cenoura
  • Beterraba

“As verduras e legumes serão sempre bem-vindas ao cardápio de nossos amiguinhos, auxiliando no trato gastrointestinal e como fonte de fibras e nutrientes”, explica Roseli, também ressaltando a importância de sempre consultar o veterinário para ter certeza de que o  pet não reagirá de forma ruim às novas comidinhas.

Leia também: Viagra para cães funciona? Veterinária explica

Por fim, para evitar desconfortos e problemas graves, a veterinária dá uma lista de alimentos proibidos para cães . São eles: cebola, alho, alho-poró, cebolinha e batata crua, que são tóxicos para os pets. Já as pimentas podem causar desconfortos gástricos.

    Leia tudo sobre: dieta