Tamanho do texto

O número de doadores pets ainda é muito baixo; os bancos de sangue podem salvar a vida de muitos animais

Nesta sexta-feira, 14 de junho, é comemorado o  Dia Mundial do Doador de Sangue - a data foi instituída pela Organização Mundial da Saúde em 2015. Desde então muitas campanhas e incentivos por parte dos Governos e dos Hospitais para doadores humanos são realizadas neste dia, mas são poucos que sabem da existência dos bancos de sangue veterinários. 

Os animais precisam de transfusão de sangue em diversas situações, o que pode salvar a vida deles, mas nem sempre há material disponível. Camila Maia, do Banco de Sangue Veterinário Transfucão, afirma que "A demanda é tão grande, que muitas vezes a gente não consegue atender a todos, principalmente por falta de plaquetas, que tem uma duração de apenas cinco dias. Em São Paulo, há ainda uma maior oferta de bancos de sangue veterinário, mas o interior, litoral e até outros estados ainda são muito carentes".

Leia também: Shopping em São Paulo inaugura banco de doação de sangue animal

cachorro com um coração
shutterstock
Os cachorros também podem doar sangue

A principal causa disso é o baixo número de animais doadores. Na Transfucão, por exemplo, são cerca de 80 cães e 30 gatos doadores mensais, a maioria de canis parceiros. Por isso, para Camila "É necessário mesmo uma campanha de incentivo e conscientização dos tutores".

Cristiano de Sá, diretor de marketing da Vetnil, empresa do setor veterinário que se uniu a Transfucão para fazer uma campanha de conscientização, destaca que "A doação de sangue é uma ação de solidariedade. Neste sentido, precisamos cada vez mais incentivar não só a doação de sangue humana, como também animal, até porque muitos tutores não tem conhecimento desta iniciativa". 

doação de sangue
Divulgação
A doação de sangue por parte dos pets é muito importante


Quais animais podem ser doadores? 

Para ser doador , o cão deve ter no mínimo 25 kg e o gato 3,5Kg, não ter feito cirurgias nos últimos três meses, não ter passado por transfusão de sangue e as fêmeas não podem estar prenhas. No caso de gatos, normalmente há sedação.

"Para fazer a doação basta entrar em contato com o banco de sangue veterinário e agendar. A coleta pode ser realizada no próprio banco de sangue, ou no local, dependendo da quantidade de animais", afima Camila.

Leia também: A importância do exame de sangue em animais

Os pets podem doar sangue a cada três meses e, assim como os humanos, são realizados diversos exames que ajudam no monitoramento da saúde do animal gratuitamente. Nos cães, são realizados hemograma completo, teste de função renal, detecção de Leshmaniose e Dirofilariose (vermes do coração), Erlichia Canis, Borrelia e Anaplasma (doenças transmitidas pelo carrapato). Nos gatos doadores, são oferecidos hemograma completo, teste de função renal, sorologia para FIV (imunodeficiência viral felina) e FELV (Leucemia viral felina).