Tamanho do texto

Sarna, infecções e alergias são exemplos de condições que provocam vermelhidão na pele

Cachorro com manchas vermelhas na pele tendem a preocupar muito os donos, principalmente pelo fato de não saberem quais doenças estão associadas a esse sintoma. Ao contrário das manchas escuras que nem sempre são motivo de preocupação, a vermelhidão na pele quase sempre é um sinal grave e não deve ser ignorado.

Leia também: Queda de pelo e muita coceira? Saiba como tratar a dermatite canina 

Em geral, o cachorro com manchas vermelhas na pele está sempre acompanhado de outros sintomas, como quentura na região, dor ao toque, comichão, feridas, sangramentos, perda de pelo, caroços, bolhas, caspa, crostas e outras alterações, como perda de apetite, febre e apatia. 

Além disso, como essa condição é bastante incômoda, o animal tende a coçar, arranhar, lamber e morder a zona afetada originando mais feridas. Como consequência, muitos microrganismos podem entrar pelo machucado e causar infecções secundárias, fora a já instalada na pele. Leve o animal ao veterinário assim que notar o aparecimento de manchas vermelhas.

Algumas condições que provocam manchas vermelhas na pele

Cachorro com manchas vermelhas na pele tendem a preocupar muito os donos, principalmente pelo fato de não saberem quais doenças estão associadas a esse sintoma
reprodução shutterstock
Cachorro com manchas vermelhas na pele tendem a preocupar muito os donos, principalmente pelo fato de não saberem quais doenças estão associadas a esse sintoma

Cicatrizes

Algumas cicatrizes  ou antigos traumatismos podem ter textura e coloração avermelhada. Casos assim não é motivo de preocupação, mas existe a chance da região infectar, por isso é importante ir inspecionando regularmente para tomar as devidas providências. 

Hemorragia

Hemorragia também pode originar manchas vermelhas que, ao longo do tempo, se tornarão escuras. Quando há episódios de traumatismos, é comum surgir hematomas resultados de uma hemorragia localizada dos vasos sanguíneos. Em geral essa lesão desaparece ao longo dos dias. 

Infeções fúngicas (dermatomicoses)

Extremamente contagioso entre animais e humanos, as infecções fúngicas aparecem normalmente na virilha, axilas, canal auditivo, órgãos sexuais e entre os dedos. Machas vermelhas e pretas, seguido de perda de pelo ao redor, são características dessa condição. No começo é apenas local, mas depois se espalham pelo corpo quando não tratada. 

Leia também: Conheça os todos os testes de alergia para cachorros

Os fungos são muito oportunistas e costumam atingir os animais quando o sistema imunológico está enfraquecido. Para tratar este problema, primeiro deve ser solucionado as causas da imunodepressão do pet e depois aplicar medicamentos para eliminar os fungos. 

Infeções bacterianas (piodermatites)

A atuação das bactérias na pele se assemelha muito a dos fungos. Porém, as regiões vermelhas muitas vezes estão associadas a pus e feridas com crosta. 

Alergias

Alergia é um sintoma muito amplo, já que pode ter muitas causas subjacentes, como infecção alimentar, ingestão ou contato com plantas e substâncias tóxicas ou até mesmo dermatite ocasionada por picadas de insetos. 

Quando o problema for alergia , as manchas aparecerão de forma repentina, com diversas características e localizações. Porém, é bastante comum a condição vir associada de coceira, perda de pelo, feridas e escamas. O tratamento só será efetivo depois de descobrir o agente alérgeno. 

Quando o problema for alergia, as manchas aparecerão de forma repentina, com diversas características e localizações. Porém, é bastante comum a condição vir associada de coceira, perda de pelo, feridas e escamas
reprodução shutterstock
Quando o problema for alergia, as manchas aparecerão de forma repentina, com diversas características e localizações. Porém, é bastante comum a condição vir associada de coceira, perda de pelo, feridas e escamas

Inflamação dos vasos sanguíneos (vasculite)

Bastante comum em raças como Dachshund, Collie, Pastor Alemão e Rottweiler, a vasculite origina manchas localizadas que vão de um tom vermelho-arroxeado a negro. A condição é seguida de comichão, úlceras, letargia e inchaço nas pernas. 

Sarna demodécica (sarna negra ou sarna vermelha)

Não é uma doença contagiosa aos donos, pois é ocasionada por fatores externos: hereditariedade, ambiente e o ácaro Demodex canis, que normalmente está presente na pele e pelo do animal. Esse invasor só ataca quando o sistema imunológico do animal está debilitado, aproveitando para se reproduzir descontroladamente e causar a doença. 

Os filhotes são os mais atingidos, principalmente na região dos olhos e rosto. As consequências são manchas vermelhas e pele espessa e escura, por isso a doença chama-se sarna negra ou vermelha. 

Leia também: A sarna negra provoca manchas vermelhas na pele do cão e queda de pelo

Sarna sarcóptica

Essa é a sarna mais comum, causada pelo ácaro Sarcoptes scabiei. Atinge animais de todas as raças e idades, causando coceira intensa e feridas devido o ato de lamber e cocar do cachorro. Além disso, a pele fica vermelha, ocorre perda de pelo e forma-se crostas e bolhas. 

Diferente da sarna negra ou vermelha, essa é muito contagiosa para outros bichos e seres humanos. Tome bastante cuidado se seu canino estiver com essa condição. 

Tumores de pele

Tumores cutâneos começam com pequenas alterações na coloração da pele, como manchas vermelhas, e depois evoluem para condições mais complexas, alterando a área afetada. Em casos assim, é necessário levar o pet imediatamente ao veterinário para remover a região ou a massa tumoral, impedindo que se espalhe pelo corpo e afete outros órgãos e estruturas. 

Possíveis formas de tratamento

Em geral, o cachorro com manchas vermelhas na pele está sempre acompanhado de outros sintomas, como quentura na região, dor ao toque, comichão, feridas, sangramentos, perda de pelo, caroços, bolhas, caspa, etc
reprodução shutterstock
Em geral, o cachorro com manchas vermelhas na pele está sempre acompanhado de outros sintomas, como quentura na região, dor ao toque, comichão, feridas, sangramentos, perda de pelo, caroços, bolhas, caspa, etc

Para que tratamento tenha sucesso, é preciso ir ao veterinário e descobrir as causas exatas da doença. Após realizar vários exames e chegar ao diagnóstico, o médico irá sugerir qual a melhor forma de combater o problema. Existem quatro formas de tratamento para manchas vermelhas na pele:

  • Oral: recomendado para infecções generalizadas ou doenças que precisem de anti-histamínicos, antifúngicos, antibióticos, corticosteroides, hormonas ou antiparasitários orais.
  • Tópico: a aplicação de medicamentos direto na pele ou pelo é indicado para casos de alergias, infestação por parasitas. Shampoos, cremes ou pomadas antimicrobianas ou antiparasitárias são exemplos de remédios tópicos. 
  • Quimioterapia: recomendada em caso de tumores. 
  • Alteração da dieta: importante quando o problema originou de alergia alimentar.

Leia também: Causadores da dermatite canina podem ser encontrados dentro de casa

Normalmente o veterinário recomenda mais de um tipo de tratamento para aumentar a eficácia. Como visto, cachorro com manchas vermelhas na pele é um problema preocupante e não deve ser negligenciado pelos tutores. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.