Tamanho do texto

Ricardo Cabral, médico veterinário da Virbac, explica que no calor esses parasitas levam até 10 dias para atingir a fase adulta

Com a chegada do verão, os donos precisam tomar vários cuidados com os animais, e dentre eles está a proliferação de pulgas e carrapatos. As altas temperaturas são ideia para a reprodução desses parasitas, aumentando as chances de contaminação. Enquanto no inverno eles levam até 140 dias para atingir a fase adulta, no calor esse número reduz para até 10 dias. 

Leia também: As principais causas da coceira em cães

Esses números devem servir de alerta para os tutores, pois as pulgas e carrapatos causam vários estragos na saúde do peludo. Além da coceira, os parasitas são portadores de doenças graves. As pulgas, por exemplos, podem transmitir o Dipylidium caninum, um parasita que causa diarreia com muco e prurido anal e, em grandes quantidades, pode levar à perda de peso.

"Os carrapatos também causam grandes prejuízos para a saúde dos cães e gatos. Eles são transmissores de doenças parasitárias do sangue como a babesiose, que infecta e destrói glóbulos vermelhos do cão, e a erliquiose, que destrói glóbulos brancos", explica Ricardo Cabral, médico veterinário da Virbac, empresa farmacêutica para pets.

Como manter os pets longe de pulgas e carrapatos?

Com a chegada do verão, os donos precisam tomar vários cuidados com os animais, dentre eles a proliferação de pulgas e carrapatos
reprodução shutterstock
Com a chegada do verão, os donos precisam tomar vários cuidados com os animais, dentre eles a proliferação de pulgas e carrapatos

Deixar os bichinhos longe desses parasitas é bem complicado. Segundo o especialista, apenas 5% das pulgas estão no animal durante a fase adulta. O restante pode estar em qualquer lugar da casa, como em tapetes, frestas e cantos na forma de ovos, larvas e pupas.

Leia também: Conheça as principais doenças de carrapatos

É importante lembrar que os ovos de pulgas são brancos, e são depositados pela fêmea no ambiente. As bolinhas pretas encontradas no pelo do animal normalmente são fezes, e não ovos. 

Sabendo disso, uma das principais dicas para prevenir infestação desses parasitas é limpar regularmente a casa. Então, varra bem as frestas do piso e, se possível, passe o aspirador; limpe sempre o sofá, os tapetes e almofadas; troque os lençóis, colchas e edredons, no mínimo, uma vez por semana; e lave a caminha e o cobertor do pet com frequência.

O contato com outros animais também é uma das formas mais comuns de infestação. Muitos pets contraem os parasitas durante passeios na rua e visitas ao pet shop
reprodução shutterstock
O contato com outros animais também é uma das formas mais comuns de infestação. Muitos pets contraem os parasitas durante passeios na rua e visitas ao pet shop

O contato com outros animais também é uma das formas mais comuns de infestação . Muitos pets contraem os parasitas durante passeios em áreas públicas e visitas ao pet shop. Por isso, verifique sempre as orelhas, as patas e a barriga do bichinho e previna com aplicação periódica de produtos antipulgas.

Leia também: O que você precisa saber antes de comprar uma coleira antipulgas

Outra forma de prevenção é utilizando produtos que tenham essa função. "Itens preventivos em pipeta, coleiras, spray ou mesmo comprimidos podem ser utilizados", destaca Ricardo. Não se esqueça de levar o pet ao veterinário ao menor sinal de pulgas e carrapatos . Ele saberá indicar a melhor maneira de se livrar desses parasitas incômodos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.