Tamanho do texto

Nem sempre a despigmentação está relacionada a doenças, mas é importante ficar de olho em qualquer alteração anormal

Seu cachorro sempre teve o nariz (trufa) na cor preta ou marrom e gradualmente começou a ficar com a cor de pele ou um tom rosa claro? Se a reposta for sim, você deve ficar atento ao estado de saúde dele. A despigmentação do focinho e qualquer outro tipo de alteração, como umidade ou textura, podem ser sintomas de alguma doença.

Leia também: Focinho de cachorro quente e seco indica doenças? Saiba tudo sobre

Contudo, nem sempre a despigmentação do focinho é sinônimo de problemas na saúde. Existem fatores naturais e inatos que podem ocasionar essa mudança. De qualquer forma, o dono deve ficar de olho em qualquer alteração no nariz do peludo, pois esse é o órgão mais importante para os cachorros e merece todos os cuidados.

Despigmentação relacionada a fatores genéticos

A despigmentação do focinho e qualquer outro tipo de alteração, como umidade ou textura, podem ser sintomas de alguma doença, por isso o dono precisa ficar atento e tomar as medidas necessárias
reprodução shutterstock
A despigmentação do focinho e qualquer outro tipo de alteração, como umidade ou textura, podem ser sintomas de alguma doença, por isso o dono precisa ficar atento e tomar as medidas necessárias

Como foi dito anteriormente, um focinho despimentado nem sempre é sinônimo de doença. Algumas raças de cachorro tem o nariz manchado como uma característica de nascença, algo muitas vezes cobiçado na hora de preservar a linhagem. Isso é bastante comum no Pastor-Australiano, no Border Collie e no Pitbull-Americano. 

Tirando a parte genética, tem aqueles cães que mudam a coloração da trufa quando ficam muito tempo longe da luz solar. Tal reação é bastante comum no inverno, época em que o sol fica escondido por vários dias, mas a cor normal é recuperada com a chegada do verão. As raças de pelagem clara e nativa de climas frios são as que mais sofrem com isso, como Husky Siberiano, Cão-Esquimó e Malamute-do-Alasca.

Leia também: Cães braquicefálicos: cuidados especiais com os pets de focinho achatado

Por fim, o nariz pode clarear conforme a idade avança. É uma condição muito normal, estando relacionada com a longevidade do canino. Essa reação pode ser comparada com o embranquecimento dos cabelos nos seres humanos. 

Mas, se o seu bichinho não se enquadra nessas condições, a despigmentação pode ser um mau sinal. O recomendado é procurar o veterinário o quanto antes para examinar o quadro se saúde do pet. 

A despigmentação do focinho como problema de saúde

Além das causas provocadas por fatores internos, tem aquelas estimuladas por âmbitos externos, como exposição excessiva ao sol. Os cães são mais sensíveis do nós aos raios solares, necessitando de proteção
reprodução shutterstock
Além das causas provocadas por fatores internos, tem aquelas estimuladas por âmbitos externos, como exposição excessiva ao sol. Os cães são mais sensíveis do nós aos raios solares, necessitando de proteção

A alteração na cor da trufa pode estar relacionada a diversos fatores, como deficiência de vitaminas do complexo B, Lúpus, Síndrome úveo dermatológica, hipotireoidismo, pênfigo e vitiligo. Essas doenças e disfunções autoimunes ou sistêmicas têm como principal sintoma a irritação e despigmentação das mucosas e do focinho. 

Todas têm o seu grau de seriedade e merecem receber os devidos tratamentos rapidamente. Dessa forma, leve seu companheiro ao médico o quanto antes para o diagnóstico correto. 

A anomalia genética chamada de focinho Dudley também tem como principal indício a perda na coloração do focinho. Entretanto, diferente das doenças, essa mutação não apresenta riscos graves para a saúde do pet. Apesar disso merece uma atenção especial do especialista. 

As alergias tem igualmente esse sintoma. Alguns cachorros têm mais tendência do que outros a ser alérgico, sem contar que nem todos reagem da mesma forma aos agentes. De qualquer forma, a despigmentação também pode ser considerada um indício de alergia.

Um bom exemplo são os animais que tem reação alérgica ao plástico. Sempre que aproximam o nariz desse elemento, ele começa a perder coloração. Recomenda-se, nesses casos, escolher comedouros e bebedouros metálicos. 

Leia também: Focinho de cachorro ressecado é sinônimo de preocupação?

Além das causas provocadas por fatores internos, tem aquelas estimuladas por âmbitos externos, como exposição excessiva ao sol. Os peludos são mais sensíveis ao sol do que nós, por isso o focinho fica vulnerável aos raios solares intensos.

Cães que vivem nas ruas costumam ter o nariz manchado por esse motivo, afinal sol em excesso provoca queimaduras e irritações, levando a despigmentação. Se seu companheiro passa muito tempo no quintal debaixo do sol, esse pode ser o motivo da perda de coloração. 

Prevenindo a descoloração

A melhor forma de prevenir qualquer problema de saúde relacionado a descoloração da trufa é visitando o veterinário regularmente, pois ainda existem muitas doenças silenciosas e desconhecidas
Reprodução/ Redes Sociais
A melhor forma de prevenir qualquer problema de saúde relacionado a descoloração da trufa é visitando o veterinário regularmente, pois ainda existem muitas doenças silenciosas e desconhecidas

Depois de levar seu pet ao veterinário e for diagnosticado que a descoloração está relacionada a algum problema de saúde , o tratamento deverá ser iniciado. Fora isso, existem algumas medidas que podem ser tomadas em casa para ajudar na cura e prevenção futura da condição. 

Primeiramente, ofereça uma alimentação balanceada, pois a causa mais comum de despigmentação é a deficiência de vitaminas do complexo B. Escolha os alimentos que contenham os nutrientes necessários para manter o animal saudável. Na dúvida, peça ajuda a um profissional especializado. Ele te dirá como construir uma dieta especial para a condição do peludo.

Outra dica é evitar a exposição excessiva aos raios solares. O sol pode ser danoso para os seres vivos, principalmente os cachorros , que sentem ardência e apresentam queimaduras e irritações nos dias mais quentes. Se não forem tomadas as devidas precauções, o pet tem risco de desenvolver câncer. 

Por sorte, atualmente já existem diversos filtros solares feito para cães. Não deixe de comprar um e, quando for sair com o peludo, lembre-se de passar por toda a pelagem, incluindo focinho e orelhas. O seu companheiro irá agradecer por esse pequeno cuidado. 

Por último, a melhor forma de prevenir qualquer problema de saúde relacionado a descoloração da trufa é visitando o veterinário regularmente. É muito difícil diagnosticar doenças sistêmicas e autoimunes em cachorros, por isso os exames de rotina e manter a caderneta de vacinação e desparasitação em dia podem ajudar.  

Leia também: Seu cão está com dificuldade para respirar? Saiba o que fazer

Mesmo com a evolução da Medicina Veterinária ainda existem muitas doenças silenciosas e desconhecidas. É importante dar atenção aos pequenos sintomas, como a despigmentação do focinho , para que um tratamento seja encontrado o mais rápido possível.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.