Tamanho do texto

A tosse é um problema bem recorrente e simples de lidar, por isso os métodos caseiros costumam ser bem eficazes

Você sabia que os cães também podem ter tosse? Chamada de tosse canina, esse sintoma nada mais é do que um mecanismo natural do corpo para eliminar secreções que estejam atrapalhando as vias respiratórias, como mucosidade ou substâncias estranhas. 

Leia também: Seu cão está com tosse? Pode ser um sintoma ou uma doença

A tosse canina pode surgir por diversos motivos, como infecção provocada por vírus, fungos ou bactérias, alergias a determinados organismos, problemas cardíacos, engasgamento com comida ou um pouco de água, entre muitas outras possibilidades.

De certa forma, é um problema bem recorrente e simples de lidar. Existem diversos métodos caseiros que ajudam a aliviar esse incômodo. Contudo, se o animal tosse regularmente durante mais de 24 horas, é necessário atendimento médico. 

Formas básicas de ajudar o pet com tosse a canina

A tosse canina pode surgir por diversos motivos, como infecção provocada por vírus, fungos ou bactérias
reprodução shutterstock
A tosse canina pode surgir por diversos motivos, como infecção provocada por vírus, fungos ou bactérias

Como a tosse é um sintoma genérico e pode ter diversas origens, é preciso saber como proceder para ajudar o pet com o incômodo, mas sem piorar a condição. Por isso, em casos de tosse pontual, ou seja, quando sua função é apenas expulsar alguma coisa, basta dar um pouco de água para acalmar as vias respiratórias. 

Porém, quando for algo frequente, é importante consultar o médico veterinário. Conte a ele detalhadamente sobre a tosse, quando começou, com que frequência aparece, etc. O profissional pedirá exames para identificar a origem do problema e encontrar o melhor tratamento. 

É importante seguir a risca todas as recomendações médicas, mas você pode potencializar o tratamento com remédios caseiros e naturais. Eles são ótimos para fortalecer o sistema imunológico e ajuda no combate à tosse. Porém, não deixe de lado os conselhos do profissional e é interessante consultá-lo antes sobre esses métodos complementares. 

Durante essa fase de recuperação, diminua a frequência da atividade física. Não é necessário eliminá-la completamente, somente ajustar as necessidades momentâneas. Reduzir a quantidade de exercícios evita o aumento da tosse, o agravamento dos problemas respiratórios e cansaço em demasia. 

A troca de coleira também é uma dica importante. Compre aquelas de peito, para permitir que o pescoço fique livre. Os modelos tradicionais podem fazê-lo tossir com mais frequência nesse período. 

Leia também: Conheça as principais doenças de cachorros, a prevenção e o tratamento delas

Remédios caseiros para tosse canina

Fumos e vapores é uma ótima forma de aliviar os problemas respiratórios. Quando o animal estiver dormindo, coloque um recipiente com água quente perto do focinho dele
reprodução shutterstock
Fumos e vapores é uma ótima forma de aliviar os problemas respiratórios. Quando o animal estiver dormindo, coloque um recipiente com água quente perto do focinho dele

Existem diversos remédios caseiros que ajudam no combate a tosse. Todos os itens são naturais e fáceis de encontrar, confira.

Mel

O mel ajuda a suavizar a garganta irritada. É importante que ele seja natural e não processado ou com aditivos. Ofereça uma colher pequena cheia a cada três ou cinco horas. Não exagere na quantidade, pois mel em excesso pode provocar desconforto no estômago.

Além disso, esse alimento não deve ser dado para cães com menos de um ano de idade, pois o mel tem esporas que podem danificar o sistema imunológico do filhote, que ainda nem foi completamente desenvolvido. 

Óleo de coco

Ingrediente bastante eficaz no alívio da tosse. Também ajuda no fortalecimento do sistema imunitário, combate de problemas cardíacos e dá mais energia ao bichinho. Coloque duas colheres pequenas de óleo de coco na água do pet. Misture bem e deixe que ele vá bebendo ao longo do dia. 

Canela

Canela serve de antisséptico e é recomendada para o alívio da tosse. Se seu cachorro não se importar com o gosto, misture um pouco na comida dele. 

Chá de menta

Com propriedades expectorantes e descongestionantes, algumas gotinhas já ajudam a descongestionar as vias respiratórias. Coloque o chá de menta numa seringa e deposite dentro da boca do pet. 

Fumos e vapores

Fumos e vapores são uma ótima forma de aliviar os problemas respiratórios. Quando o animal estiver dormindo, coloque um recipiente com água quente perto do focinho dele para que inale naturalmente. Você pode adicionar alguma planta medicinal com propriedades expectorantes, como eucalipto e equinácea. Assegure-se que a erva não seja tóxica. Tente não deixar o pet sozinho durante a inalação, pois ele pode acordar de repente e acontecer um acidente. 

Vegetais de folha verde

Esses vegetais contém muita vitamina C, importante no fortalecimento do sistema imunológico. Consulte o veterinário para saber qual a dose indicada para seu cachorro. O excesso de vitaminas pode causar diarreia. Se seu bichinho não conseguir comer os vegetais, uma opção é oferecer suplementos vitamínicos. 

Leia também: Tosse dos canis: transmissão, sintomas e tratamento da doença

Suco de nêspera

Esse suco é rico em vitaminas A e contribuirá também para fortalecer o sistema imunológico e na recuperação das membranas mucosa. É importante oferecer só o sumo da fruta ao cachorro. Coloque numa tigela, tal como faz com a água, e o faça beber um copo por dia. Só pare de oferecer após indicação médica. Se ele não conseguir beber sozinho, utilize uma seringa de plástico para dar aos poucos.

Outras dicas para ajudar na recuperação do pet

Não deixe consultar um profissional quando tiver dúvidas. Ele saberá indicar os melhores métodos para combater a tosse canina e curar seu pet
Reprodução
Não deixe consultar um profissional quando tiver dúvidas. Ele saberá indicar os melhores métodos para combater a tosse canina e curar seu pet

Além dos remédios caseiros e dos recomendados pelo médico, existem algumas dicas diárias que ajudam na melhora do animal, como oferecer bastante água. Opte pela água filtrada, pois alguns cães desenvolvem alergias aos químicos presentes na quem vem da torneira e pode piorar a tosse. 

Tente oferecer alimentos naturais nesse período. Os aditivos da ração podem gerar reações alérgicas com o passar do tempo. O veterinário consegue ajudar nesse processo de transição. Caso o animal não se adapte a nova dieta, consulte o profissional novamente e peça dicas de rações mais naturais.

Incluir vitamina C na rotina do bichinho é imprescindível. Se não for por meio de alimento, é possível oferecer suplementos. Pergunte ao médico qual a quantidade certa e com que frequência deve ser ingerido. 

Leia também: Um cachorro espirrando sem parar pode ter alergia e até problemas respiratórios

Evite irritações extras, como inalar fumaça, fumar perto do animal, pó em excesso, faltas de ventilação, produtos químicos fortes, etc. Mantenha a casa sempre arejada, livre de sujeira e fumaças tóxicas. Não deixe consultar um profissional quando tiver dúvidas. Ele saberá indicar os melhores métodos para combater a tosse canina e curar seu pet.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.