Tamanho do texto

Os coelhos normalmente tem pelos no organismos por causa da autolimpeza, mas o problema é quando ele ingere em grandes quantidades

O coelho, assim como o gato, é um animal extremamente preocupado com a higiene. Ambos usam a língua para limparem o pelo e passam a maior parte do dia nessa tarefa. É por isso que os banhos são a última preocupação de quem tem um roedor ou felino em casa, mas existe outro problema decorrente desse costume: as bolas de pelos. 

Saiba mais:  Coelho: principais características e cuidados

Durante as sessões de limpeza, vários pelos ficam grudados na língua do  coelho , que consequentemente os ingere. Esses fios irão parar no estômago e, em grandes quantidades, formam as famosas bolas de pelos. Para eliminá-las, os gatos vomitam, porém os coelhos não conseguem expulsar dessa forma. Tal impedimento faz com que os fios ingeridos se tornem um grande problema de saúde. 

Como ocorre a formação de bola de pelo

Por causa do método de higiene, sempre existe fios dentro do estômago de um coelho. Então não precisa se preocupar quando ver seu roedor se lambendo, é normal ele engolir um ou outro, pois serão eliminados através das fezes. O problema é quando ele ingere grandes quantidades de pelo. Nesses casos os fios se acumularão e ficarão presos no estômago, já que não irão passar pelo trato digestivo, formando as bolas de pelos. 

Ao se lamber, o coelho ingere vários fios que podem formar bola de pelos no estômago
reprodução shutterstock
Ao se lamber, o coelho ingere vários fios que podem formar bola de pelos no estômago

No entanto, é pouco provável que isso aconteça apenas lambendo a pelagem. Existem outras causas que são mais propícias para causar o problema, como é o caso da desidratação. Quando o coelho não bebe água suficiente, sua motilidade digestiva fica prejudicada, impedindo o funcionamento correto. Isso faz com que os pelos não sejam eliminados normalmente pelas fezes. 

Veja também:  Conheça as principais doenças que atingem o coelho

Outro motivo é a falta de fibras. Esse roedor precisa ingerir grandes quantidades de feno nas refeições, mas caso os donos se descuidem da dieta e não ofereçam regularmente, provocará um défice de fibra no organismo. Para compensar, o coelho procura outras fontes desse nutriente e vê nos seus pelos uma saída, então começa a mastigar e comê-los. 

O sistema digestivo desse animal foi desenvolvido para digerir grandes quantidades de fibra, então a falta do nutriente o obriga a procurar uma alternativa. Esse é provavelmente um dos principais motivos do acúmulo de pelos no estômago. 

Mas por que as bolas de pelo são tão perigosas?

Como já foi dito, os coelhos não têm a capacidade de vomitar as bolas de pelos como os gatos fazem. Então, se os fios não conseguem se expulsos dessa forma e nem através das fazes, a saúde do roedor fica comprometida. 

Esses pelos acumulados causam obstruções, tanto no estômago quanto no intestino. O bloqueio do trato intestinal é muito perigoso, pois impede seu funcionamento correto. Se tal problema não for diagnosticado e tratado a tempo, o coelho pode chegar a falecer. 

Quando notar qualquer sintoma estranho, leve o roedor imediatamente ao veterinários de animais exóticos
reprodução shutterstock
Quando notar qualquer sintoma estranho, leve o roedor imediatamente ao veterinários de animais exóticos

Identificando o problema

Para saber se o seu coelho está com bolas de pelo no organismo, preste atenção em sinais dado por ele. Esse problema provoca diversos sintomas, como alterações no apetite, estresse, diminuição do peso, distensão abdominal, diarreia, ausência de fezes, fraqueza, ranger dos dentes, sons audíveis vindo do estômago e qualquer outro sinal de dor. 

Se notar que o coelho apresenta qualquer um desses sintomas, leve-o imediatamente ao veterinário de bichos exóticos. Por mais que o problema não seja decorrente do acúmulo de pelos, esses sinais não são bons indicativos e podem significar um problema de saúde.

Tratamento

Assim que levá-lo ao veterinário e for diagnosticada a causa, o profissional iniciará o tratamento correto. Primeiro será feito uma terapia de hidratação e suporte. A intenção é hidratar o coelhinho, de forma a melhorar a mobilidade do trato intestinal. É bem possível que seja receitado analgésicos, já que este problema causa muito dor e desconforto. 

Leia mais:  Vacinas para coelhos: quando dar e quais são as mais importantes

Exercícios físicos também são grandes aliados durante o tratamento. A atividade incentiva o bichinho a fazer fezes, ajudando os pelos ingeridos a se moverem pelo trato digestivo, além de ser ótimo para a saúde num geral. Permita que o coelho pule livremente fora da gaiola todos os dias, por no mínimo uma hora. Se todas essas etapas forem feitas corretamente e o problema ter sido detectado a tempo, a chance de recuperação do roedor é bem alta. 

Evitando as bolas de pelos

A melhor forma de evitar as bolas de pelos - e problemas dentários - é oferecendo alimentos com fibra. Sempre proporcione grandes quantidades de feno nas refeições. Se notar que seu coelho come mais ração do que feno, fique atento. Limite a quantidade de ração e deixe sempre feno fresco disponível e em maiores porções que ele irá comer.

A melhor opção desse alimento é capim rabo de gato, não alfafa e nem grama. Cuidado para não oferecer um feno seco e fino, pois tem pouca quantidade de fibra e não irá resolver o problema.

Oferecer abacaxi é uma forma de evitar que os pelos de acumulem no organismo
reprodução shutterstock
Oferecer abacaxi é uma forma de evitar que os pelos de acumulem no organismo

O abacaxi também uma saída para tratar o acúmulo de pelos. A fruta possui uma enzina, chamada de bromelina, que ajuda a digerir os fios, facilitando sua passagem pelo sistema digestivo. A maioria dos coelhos não gosta de comer abacaxi por causa do cheiro, então será preciso oferecer diretamente na boca. Uma seringa resolve esse entrave. 

Como os coelhos trocam de pelo a cada três meses, a fruta pode ser oferecida como um preventivo durante esse período. Ou, caso prefira, opte por dar abacaxi uma vez por semana para sempre evitar a formação de bola de pelos. 

Leia mais:  O que você precisa saber antes de adotar um coelho?

Por último, escovações regulares são importantes para impedir o acúmulo de fios no organismo - principalmente as espécies de pelo comprido. Ao escovar, todos os fios mortos sairão, diminuindo a probabilidade de serem ingeridos durante a higiene do coelho. Considere também aparar o pelo do seu animal de estimação. Se ele for muito longo, isso vai ajudar bastante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.