Tamanho do texto

Sim, os animais também podem ter essa doença

Pneumonias e Broncopneumonias são inflamações, que costumam acometer os animais de forma aguda. Ambos têm características levemente distintas e variam quanto ao agente causador, a idade do cão, a doença que levou a haver uma pneumonia em cachorro. Além disso, depende do estado nutricional e do sistema imunológico de cada indivíduo. 

+Seu cão está com tosse? Pode ser um sintoma ou uma doença

Como evitar e tratar a pneumonia em cachorro
Reprodução/ Redes Sociais
Como evitar e tratar a pneumonia em cachorro


A pneumonia em cachorro pode ser tão perigosa quanto a que atinge os humans e o pet pode inclusive correr risco de vida. A doença pode ser fruto de um quadro mal curado de outras enfermidades menos agressivas e pode deixar os tutores bem preocupados - ainda mais quem tem um pet doentinho em casa.

Infelizmente, os cães de rua costumam ser os mais atingidos por essa enfermidade. Uma vez que eles estão expostos diariamente a agentes etiológicos de origem fúngica, bacteriana, viral ou parasitária a chance de haver contaminação é muito maior. Além disso, a inalação de corpos estranhos e líquidos também torna o animal mais vulnerável.

Qual a causa da pneumonia em cachorro?

Fungos, bactérias e os vírus são os agentes que mais provocam essa doença - sendo o último o mais perigoso. Os agentes virais infectam animais que já estão com imunidade baixa e doentes. Podem atacar também por diversos fatores, como a falta de cuidados básicos ou má alimentação.

Isso mostra que o tutor deve sempre manter a saúde do animal, para que sua imunidade se mantenha elevada, diminuindo assim, os riscos de adoecer. 

Como evitar e tratar a pneumonia em cachorro
shutterstock
Como evitar e tratar a pneumonia em cachorro


+Seu pet está com desidratação? Confira o que fazer

Fatores inalatórios como aspiração de fumaça e de líquidos também são motivadores de quadros de pneumonia em cães. Normalmente animais idosos, filhotes ou de pequeno porte, devido à baixa defesa do organismo, são mais afetados pela doença. Lembrando que o fator genético também pode influenciar muito na tendência do bichinho ter a enfermidade.

Sintomas da pneumonia

Essa doença costuma provocar sintomas como tosse descontinuada, febre, fadiga, sonolência, secreções e corrimentos nasais. O cachorro também pode ficar com a respiração ofegante, ter desidratação, perda de apetite e ficar com o latido mais rouco. No entanto, em alguns casos, esses sinais podem passar despercebidos pelos tutores, quando se apresentam de forma assintomática. 

Tratamento 

Essa parte depende da identificação do agente causador da doença. Quando o quadro de pneumonia demonstra sintomas mais leves, os animais doentes podem se recuperar em casa utilizando antibióticos. A reposição de líquidos e o fornecimento de oxigênio também são importantes. Provavelmente o veterinário irá receitar que isso seja feito em casa, para melhorar a respiração do pet.

+Humanos e animais podem ter doenças em comum; saiba quais

Como evitar e tratar a pneumonia em cachorro
Reprodução
Como evitar e tratar a pneumonia em cachorro


Já os casos mais graves precisam de cuidados veterinários mais intensos e talvez só em casa não resolva. Esse outro tratamento consiste em terapia com medicamentos mesmo, prescrita por um médico veterinário de confiança.

Nunca é excesso ressaltar que só o veterinário é apropriado para diagnosticar com precisão se seu bichinho está ou não sofrendo desta doença. Então, assim que o tutor perceber qualquer um dos sintomas citados acima, deve levar imediatamente o cachorro ao médico para fazer exames. Quanto mais precoce for o diagnóstico, maiores são as chances de amigão de quatro patas ficar curado.

Por ser uma doença grave e que pode levar a óbito, deve ser tratada adequadamente para evitar que fique qualquer resquício de enfermidade.

Como evitar e tratar a pneumonia em cachorro
shutterstock
Como evitar e tratar a pneumonia em cachorro


Como prevenir a pneumonia em cães

Para a maioria das doenças dos cachorros, a prevenção é sempre a melhor forma de evitar qualquer infecção como a pneumonia. A vacinação anual do seu bichinho deve estar sempre atualizada, já que diminui muito a probabilidade do pet pegar inúmeras doenças. A gripe, por exemplo, pode ser evitada por esse método, não só no inverno.

É bom também não deixar o cão em lugares expostos a chuvas ou em locais úmidos. Se tiver algum fumante com cigarro aceso perto do animal, também é bom retirá-lo dali. O CO2 emitido por veículos automotores pode prejudicar a saúde do peludo.

+Você pode salvar um cachorro engasgado com algumas dicas

Qualquer diferença no comportamento de seu animal leve-o imediatamente para uma consulta com seu veterinário, afinal a chance de evitar ou diagnosticar uma pneumonia em cachorro é maior.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.