Tamanho do texto

Os sintomas podem não ser tão óbvios

À medida que os pets envelhecem os rins tendem a perder sua eficiência e não trabalham como antes. Às vezes, esse processo não gera tantos problemas ao animal, mas é importante ficar atento. Não é recomendado esperar que a coloração e o odor da urina se alterem, até porque esses não são necessariamente os primeiros sintomas das doenças renais em cães e gatos. 

+Humanos e animais podem ter doenças em comum; saiba quais

Sintomas e tratamento das doenças renais em cachorros e gatos
Reprodução Pinterest
Sintomas e tratamento das doenças renais em cachorros e gatos


Certos sintomas só aparecem quando as doenças renais já estão avançadas ou podem nem surgir. Por isso, é essencial levar o animal ao veterinário pelo menos uma vez ao ano para fazer exames preventivos que indiquem qualquer sinal de distúrbio nesses órgãos, já que pode evoluir para Doença Renal Crônica (DRC). Exames de sangue apontam taxas de ureia e creatinina, que indicarão como está o rim do animal. 

Mais do que isso, o olhar do especialista pode notar problemas associados ao distúrbio renal quando ele é diagnosticado. Não é difícil de encontrar uma hipertensão como causa do problema nesses órgãos. Afinal, a pressão alta nos animais não afeta apenas os rins, mas principalmente o coração. 

+Os cachorros têm depressão assim como os seres humanos?

Sintomas e tratamento das doenças renais em cachorros e gatos
shutterstock
Sintomas e tratamento das doenças renais em cachorros e gatos


No início, o comportamento inadequado dos rins tem cura, mas normalmente é necessário o uso de antibióticos, porque quase sempre há agentes infecciosos por trás. Se o tutor não tomar os cuidados fundamentais, a enfermidade pode atingir um ponto irreversível. Se nada for feito, no entanto, os estragos avançam a ponto de não ter volta e o máximo a ser feito será controlar os hábitos do pet para garantir uma maior sobrevida.  

Pelo menos 60% dos gatos idosos sofrem com esse tipo de problema de saúde. Normalmente são atingidos pela DRC que surge de forma silenciosa, porém perigosa. É como se dois terços dos rins parassem de funcionar.

Na fase avançada da doença renal a perda de líquidos é intensa e por isso o animal precisa se manter hidratado, mesmo que seja com soro da clínica veterinária.

+Ossos para cães podem prejudicar a saúde deles?

Sintomas e tratamento das doenças renais em cachorros e gatos
shutterstock
Sintomas e tratamento das doenças renais em cachorros e gatos


Nos cãezinhos é mais raro a doença aparecer, mas também é bom ficar de olho. Eles podem ter problemas no trato urinário, como pedra na bexiga e infecção urinária.

Principais sintomas em cães e gatos

  • Perda de peso
  • aumento da sede
  • aumento do volume de urina
  • diminuição do apetite
  • diarreia
  • vômito
  • queda de pelo
  • urina com sangue

Como evitar?

A DRC e a formação de cristais nos rins e na bexiga estão relacionados a fatores genéticos. Ainda que o tutor ofereça a melhor alimentação e cuidados, o pet ainda pode desenvolver o problema, especialmente na velhice. Quanto mais cedo for diagnosticado a disfunção menor a chance de evolução da doença.

Meu pet foi diagnosticado, e agora?

Depois de confirmada a doença, é realizado um tratamento, que é totalmente singular e deve considerar o estado do seu pet em especial. Normalmente são indicados medicamentos orais específicos que diminuem a perda de proteínas pela urina. Mas lembre-se sempre de consultar um médico antes de dar qualquer coisa ao animal.

Provavelmente o pet terá algumas restrições alimentares também, como um maior controle de proteínas e alimentos com fósforo que o animal ingere, já que podem evoluir a doença. Para que não ocorra perda de nutrientes, usa-se ração comercial específica ou dieta caseira balanceada, recomendada pelo veterinário.

+19 ideias para fazer uma tatuagem de cachorro e registrar o amor pelo pet

Sintomas e tratamento das doenças renais em cachorros e gatos
shutterstock
Sintomas e tratamento das doenças renais em cachorros e gatos

Caso exista uma pedra na bexiga, a cirurgia costuma ser o mais indicado. Infelizmente, na área veterinária, não há tantas opções de intervenção renal, como no ser humano. Laser, por exemplo, ainda não pode ser utilizado no tratamento de pedras nos rins de cães e gatos.

Além disso, alguns remédios devem ser ministrados apenas quando não tiver outra alternativa, como os antiinflamatórios. As anestesias também devem ser indicadas com cautela. Afinal, quem tem doenças renais não terá rins totalmente eficientes para metabolizar e excretar as toxinas.

+Seu pet se machucou? Confira as dicas de primeiros socorros



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.