Tamanho do texto

A ave pode viver até 15 anos, mas estresse e falta de atenção podem diminuir a expectativa de vida; saiba como evitar isso

Prezar pela saúde de nossos animais de estimação é uma responsabilidade que devemos ter quando decidimos abrir nossa casa para um novo pet. E como as calopsitas fazem parte cada vez mais da vida dos brasileiros, é importante saber que elas podem viver até 15 anos mas algumas coisas podem diminuir a expectativa, assim como outras podem aumentar esse número.

Leia também: Veterinário ensina como amansar calopsita: elas não nascem dóceis

Dentre alguns dos cuidados para melhorar a vida da calopsita está a acomodação correta, como uma gaiola grande e espaçosa, comida de qualidade, como ração específica, e visitas regulares ao veterinário. 

calopsita comendo
shutterstock
As comidas para calopsita devem ser muito bem selecionadas


Quantos anos vive uma calopsita?

Essa ave não vive tanto quanto um papagaio por exemplo. Segundo a veterinária Stephanie Tomsic, uma calopsita pode viver de 10 até 15 anos, se bem cuidada. Para aumentar esse número leve o pet regularmente ao veterinário, opte por rações de qualidade e também uma dieta variada com legumes e frutas. Deixe a ave em um local silencioso e escuro durante a noite, para que ela descanse. Durante o dia, dê atenção, converse e brinque bastante. 

O que pode prejudicar a saúde da calopsita?

Falta de vitaminas e minerais, assim como falta de descanso necessário são alguns dos maiores problemas. Alguns tutores oferecem apenas sementes para a calopsita , algo que pode ser extremamente prejudicial já que muitas  delas não têm todos os nutrientes necessários para manter o pet saudável. 

Leia também: 5 erros comuns que os donos de calopsitas costumam cometer

Outra coisa que pode ser muito ruim para o animal é a falta de atenção. Aves que estavam acostumadas a receber atenção mas que são isoladas e "esquecidas" por seus tutores tendem a ficar agressivas , além de ficarem deprimidas e até praticarem auto-mutilação. Isso pode diminuir drasticamente a expectativa de vida do animal, que pode definar em algumas semanas após entrar em depressão. 

A falta de higiene na gaiola também pode fazer com que o pet viva menos, já que a proliferação de bactérias é maior, podendo deixar a ave doente. Uma gaiola grande e limpa é necessária para uma calopsita saudável. Um local pequeno e sujo estressa o animal e prejudica seu envelhecimento. 

Cuidados extras

Janelas devem ser teladas com uma rede específica que impeça o animal de voar para fora da casa. As calopsitas que estão acostumadas a ficarem soltas pela casa podem se esconder em lugares que o tutor não imagina, e assim podem ser vítimas de acidentes, como esmagamentos ou serem pisadas. 

Ventiladores devem ser evitados quando a ave estiver solta, principalmente os de teto. Animais como gatos e cães agressivos também devem ficar presos ou separados da calopsita, para evitar acidentes. Janelas e portas de vidro devem ter uma cortina, mesmo que fina, para que o animal saiba que ali tem uma barreira e não voe batendo no material transparente.

Brinquedos que quebram facilmente devem ser evitados para que a ave não coma plástico ou outro material tóxico. Fitas e tecidos e soltam fios também devem ficar fora das opções porque podem sufocar ou causar machucados se enroscados em certas partes do corpo do pet.