Tamanho do texto

Indira Tuckler fez uma postagem de alerta no Facebook na tentativa de evitar que outros donos passem pelo o que ela passou

Todo dono de cachorro sabe: eles adoram brincar e quanto mais brinquedos melhor . Porém, nem todo brinquedo é seguro para deixar disponível o tempo inteiro para o animal, até quando não tem gente por perto. Esse é o alerta de Indira Tuckler que perdeu sua cadela por causa de um brinquedo de corda. 

Na intenção de agradar seus animais de estimação Indira, que é criadora da raça Golden Retriever, comprou alguns brinquedos de corda  com bolas na ponta para eles, acreditando que eram "muito resistentes e impossíveis de destruir". 

undefined
Reprodução Facebook
O brinquedo de corda parecia ser inofensivo

Porém, o que aconteceu pouco tempo após o brinquedo ser entregue aos animais deixou claro o perigo que ele representava. Uma de suas cadelas conseguiu destrui-lo totalmente e acabou engolindo quase 1 metro de corda. 

No momento em que percebeu o que havia acontecido, Indira recolheu os brinquedos e correu com sua cachorrinha para o veterinário. "A bola se desenrolou e foi fazendo várias feridas no intestino enquanto tentava passar. Os veterinários tiraram quase 1 metro de corda que estava enrolada em seu intestino. Eles também removeram 35 centímetros de intestino perfurado", contou Indira em uma publicação no Facebook. 

Leia também: Torção gástrica em cães é uma das principais causas de morte dos pets

undefined
Reprodução Facebook
A cadela não resistiu após destruir e ingerir o brinquedo de corda

Apesar da ação rápida da dona, o estrago feito pela quantidade de corda engolida foi muito grande e a cadela morreu dois dias depois. 

De coração partido, Indira decidiu contar sua história e fazer um alerta nas redes sociais: "Eu queria avisar para todos o quanto esses brinquedos podem ser perigosos. De acordo com um artigo postado pela  Germantown Veterinary Clinic, corda é o objeto mais perigoso que o cachorro pode engolir. Objetos lineares são perigosos porque viajam pelo intestino trazendo danos. Esses brinquedos são muito perigosos e mesmo assim continuam sendo vendidos em lojas". A postagem foi compartilhada mais de 32 mil vezes. 

Leia também: Brinquedo de cachorro: saiba a importância de sempre comprar um novo

Quando for comprar um brinquedo de corda , uma bolinha, um osso, um bichinho de pelúcia ou qualquer outra coisa para o cachorro brincar, certifique-se de que é resistente e não será facilmente destruído. No Brasil, eles costumam ter selo o Inmetro. O ideal é que apenas os objetos totalmente seguros fiquem à disposição do cachorro o tempo todo, os outros que podem ser rasgados ou despedaçados (corda, osso, bichinho de pelúcia, etc), sejam disponibilizados apenas com a presença do dono. 


    Leia tudo sobre: facebook