Tamanho do texto

Segundo o Dr. Bactéria, garantir um ambiente limpo é relativamente fácil, basta utilizar os produtos e utensílios certos

Quem tem animal de estimação sempre reclama de pelos e sujeira espalhados pelo ambiente. Realmente é bem difícil manter a casa limpa, cheirosa e organizada, mas não é preciso abrir mão da convivência com pets por causa disso. É possível manter o lar limpinho e seguro para a saúde de todos, inclusive dos peludos. 

Leia também: Confira dicas de higiene que ajudarão na hora de limpar os utensílios dos pets

Segundo o biomédico e microbiologista Roberto Figueiredo, conhecido popularmente por Dr. Bactéria — embaixador da EsfreBom, marca Bettanin — existe uma série de doenças que podem ser provocadas pela presença dos animais, como sinusite, rinite, asma, giardíase e toxoplasmose. Ou seja, é uma questão de saúde manter sempre a casa limpa .

Felizmente, garantir um ambiente limpo é relativamente fácil, sobretudo se os produtos e utensílios corretos foram utilizados. Confira as dicas de higiene infalíveis do especialista.

Mantendo a casa limpa e bem cheirosa

Realmente é bem difícil manter a casa limpa, cheirosa e organizada, mas não é preciso abrir mão da convivência com os pets por causa disso
reprodução shutterstock
Realmente é bem difícil manter a casa limpa, cheirosa e organizada, mas não é preciso abrir mão da convivência com os pets por causa disso


1) Atenção aos produtos utilizados

"Antes de começar a limpar a casa, lembre-se que você tem um animal de estimação. Portanto, nunca use água sanitária e cloro nos locais onde o pet circula, pois esses produtos podem causar dermatite de contato na patinha e pele dele," explica o Dr. Bactéria.

O especialista recomenda que os donos sempre olhem a composição dos produtos químicos na embalagem antes de comprar, certificando que não causará danos do peludo. "Produtos que levam amônia em sua composição também devem ser evitados, pois o cheiro estimula o cãozinho a urinar nos locais onde essa substância foi utilizada."

2) Eliminando o cheiro ruim

Mesmo mantendo a higiene do lar em dia, o cheiro do animal ainda é bastante forte e costuma impregnar no ambiente. Para eliminar de vez o odor ruim, o Dr. Bactéria tem uma dica prática e eficiente.

"Em um balde, misture nessa sequência: 1 litro de água, ¼ copo de álcool, 1 colher de sopa de bicarbonato, ½ copo de vinagre branco e 1 colher de amaciante. Coloque em um borrifador e utilize nos locais onde o cheiro está mais forte." Após aplicar a mistura, mantenha o cheiro agradável borrifando aromatizantes de ar com fragrâncias suaves. 

Leia também: A queda de pelo excessiva nos pets é normal? Saiba mais sobre o assunto

3) Limpando o xixi corretamente

Por mais que se adestre os cães, existe a chance de urinarem no lugar errado algumas vezes. A recomendação do especialista é limpar o xixi com toalha ou pano para tirar o excesso do líquido. Em seguida, borrife a mistura caseira para higienizar e eliminar o cheiro forte. 

4) Reduzindo o problema de pelos pela casa

Queda de pelos pela casa é uma das principais dores de cabeça dos tutores. A pelagem solta, somada à sujeira habitual da casa, aumenta a possibilidade de crises alérgicas, tanto nos donos quanto nos pets, e também pode provocar doenças respiratórias e alérgicas. 

Os gatos, especialmente os mais velhos, costumam soltar muitos pelos por toda a casa o ano todo
reprodução shutterstock
Os gatos, especialmente os mais velhos, costumam soltar muitos pelos por toda a casa o ano todo

Os gatos, especialmente os mais velhos, costumam soltar muitos pelos por toda a casa ao londo do ano. Quanto aos cachorros, isso ocorre especialmente nas épocas de troca de pelagem (primavera e outono). Para atenuar o problema, uma dica é manter os animais sempre tosados e bem escovados.

"Quando os pelos estão por todo o chão da casa, para realmente eliminá-los, é importante evitar varrer o local, o que estimularia a suspenção dos mesmos pelo ar. No chão, utilize um bom mop e panos de microfibra nos móveis, pois ambos retêm a sujeira, mesmo as micropartículas, e evitam que o pelo seja transferido de um local para outro", recomenda.

Além disso, aspiradores de pó também são boas opções, principalmente para pet que solta muitos pelo. Por fim, utilize os rolos adesivos para eliminar os fios do sofá e de outras superfícies. 

5) Troque regularmente as roupas de cama e utensílios

Para os donos que permitem que seus pets fiquem em camas é importante realizar a troca de fronhas, lençóis e cobertores duas vezes por semana. Lembre-se também de higienizar a caminha do pet com a mesma frequência. Já os utensílios usados por ele, como comedouro e brinquedos, a limpeza deve ser diária. 

Leia também: O que fazer para diminuir a queda de pelo em cães?

Se você seguir as dicas do Dr. Bactéria, manter a casa limpa vai ser mais fácil do que o esperado. Diga adeus aos dias de estresse por causa de sujeira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.