Tamanho do texto

O pelo do cão e do gato cai o ano inteiro, mas em algumas épocas do ano essa queda se intensifica

Quem tem cão e gato em casa precisa se acostumar com a queda de pelo. Isso acontece durante o ano todo e é algo normal. Porém, e quando essa queda se intensifica? Os donos ficam preocupados pensando se pode estar relacionado a algum problema de saúde e, ao mesmo tempo, ficam irritados com tanto pelo espalhado pela casa.

Seu gato arranca o pelo? Descubra o que está causando esse comportamento

A médica-veterinária Camila Coelho e Silva, sócia-proprietária da Clínica e Hospital Veterinário 24h Cão.Com, em Florianópolis (SC), e especialista em dermatologia, alergia e imunologia de cães e gatos garante que a fase da  queda de pelo  é passageira e pode ser enfrentada com o mínimo de transtorno. O dono não precisa enlouquecer por causa disso.

Segundo ela, a maioria dos cães perde pelos durante o ano todo, mas em duas épocas isso acontece mais intensamente: primavera e outono. Na primavera ocorre uma substituição da pelagem por uma mais fina, para que o animal aguente bem as temperaturas mais elevadas do verão. No outono a troca é por uma mais grossa que favorece a proteção do frio no inverno. 

A queda de pelo é normal nos cães e gatos, porém se torna um problema quando a perda se intensifica
reprodução shutterstock
A queda de pelo é normal nos cães e gatos, porém se torna um problema quando a perda se intensifica

Além das estações, o tamanho do pelo é outro grande influenciador. Por incrível que pareça, cães de pelo curto perdem muito mais fios do que os de pelo longo. "Os de pelagem comprida geralmente precisam de banhos semanais e são escovados, removendo muitos pelos mortos. Já os de pelagem curta necessitam de cuidados menos frequentes, acabam sendo menos escovados e soltando mais pelos pela casa", explica. 

Por isso, é um erro achar que ter um cachorro de pelo curto é sinônimo de estar livre de pelos espalhados pela casa. Raças como pugs e buldogues são os campeões de reclamações dos donos e estão entre os exemplares com as menores pelagens. 

Agora, se você tem gatos a situação muda um pouco. Eles trocam de pelo todos os meses e isso se intensifica também entre as estações, como acontece com os cães. Porém, outros fatores influenciam bastante na queda, como estresse. "Quando se sentem desconfortáveis, desconfiados e acuados, soltam mais pelo que o normal", explica Camila.

8 raças de cachorro que quase não soltam pelo

Diferenciando a queda de pelo natural de um problema de saúde

A queda de pelos é normal nos cães e gatos, porém se torna um problema quando a perda se intensifica
reprodução shutterstock
A queda de pelos é normal nos cães e gatos, porém se torna um problema quando a perda se intensifica


De acordo com a especialista, durante as mudanças sazonais, a queda intensa não deve ultrapassar 30 dias e nem produzir falhas na pelagem, pois metade dos pelos está em fase anágena (de crescimento) e a outra parte em telógena (de dormência). Dessa forma, quando muitos pelos caem, os folículos adormecidos são ativados e começam a nascer.

Porém, se a perda está ocorrendo há bastante tempo e apareceram sinais estranhos na pele e nos pelos, como falhas, odor forte, caspas e opacidade, fique atento. Provavelmente outros fatores estão associados à queda excessiva, como doenças de pele. Sarnas, alergias, micoses, seborreia e foliculite costumam ser as causas mais comuns.

A recomendação da médica é procurar um veterinário dermatologista para tratar o problema. Além disso, realize o controle de ectoparasitas (pulgas, carrapatos e ácaros da sarna) mensalmente, evitando assim coceiras e perda da pelagem por arrancamento de pelos.

O que fazer para diminuir a queda nos períodos de troca?

Dê banhos frequentes no seu bichinho. No geral, uma vez por semana basta, mas a quantidade pode variar conforme a raça. A escovação também é muito importante, pois elimina boa parte dos fios mortos. Faça duas vezes por semana nas épocas de queda intensa e uma vez no restante do ano. 

A queda de pelos é normal nos cães e gatos, porém se torna um problema quando a perda se intensifica
Reprodução/ Shutterstock
A queda de pelos é normal nos cães e gatos, porém se torna um problema quando a perda se intensifica

"Como cada raça tem uma indicação específica de escova, sugiro buscar orientação nos pet shops para se certificar de ter escolhido a correta. Em alguns casos pode-se ativar o crescimento dos pelos através de suplementos nutricionais e medicamentos tópicos para que essa muda sazonal ocorra mais rapidamente."

Se livrando dos pelos pela casa

Não dá para negar: os donos ficam estressados com tanto pelo na casa. Os cômodos e mobília nunca ficam limpos, ainda mais nos períodos de troca. Pensando nisso, a Dra. Camila garante que aspirar é a solução mais efetiva.

O que fazer para diminuir a queda de pelo em cães?

Outra dica é passar um pano úmido no chão, isso facilita a remoção da sujeira causada pela queda de pelo . "Uma alternativa bem útil são os rolos de papel adesivo, que podem ser passados em sofás, almofadas e roupas quando os pelos indesejáveis parecem não quererem ir embora."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.