Tamanho do texto

Além de ser um ambiente compartilhado, os elevadores podem oferecem riscos aos bichinhos quando mal transportados

Os bichos de estimação, sobretudo gatos e cães, estão cada vez mais presente nas casas brasileiras. A convivência com os peludos é bem mais simples em casas, mas o mesmo não acontece em apartamentos. Animais em condomínio se tornou pauta frequente entre moradores, que precisaram chegar a um acordo benéfico para todos.

Leia também: Conheça os direitos dos animais nos condomínios

Atualmente já é permitido por lei ter animais em condomínio , desde que isso não traga nenhum inconveniente ao local. As mesmas regras que valem para os moradores também se aplicam aos visitantes. Ou seja, seu amigo pode sim levar o bichinho de estimação dele para te visitar.

Entretanto, não há leis específicas para a convivência nos espaços comuns. Cada condomínio determina suas regras e as pessoas ficam submetidas a elas. Alguns locais, por exemplo, não permitem que os animais passeiem pelas áreas públicas, já outros sim. Confira o regulamento antes de adotar um bichinho ou se mudar.

Os elevadores é um desses espaços comuns que precisam de atenção dos donos. Não só por ser um ambiente compartilhado, mas também por oferecer riscos ao bichinho. Confira algumas medidas de segurança que garantem a boa convivência com os vizinhos e a segurança do peludo. 

Não deixe o animal sozinho próximo ou dentro do elevador

Animais em condomínio se tornou pauta frequente entre moradores, que precisaram chegar a um acordo benéfico para todos
reprodução shutterstock
Animais em condomínio se tornou pauta frequente entre moradores, que precisaram chegar a um acordo benéfico para todos

Objetos que possuem comprimento menor que 4 cm podem não ser detectados pelo sensor eletrônico de portas, que impede o fechamento das mesmas. As coleiras dos animais são um exemplo de item que não é detectado pelo equipamento. Portanto, se você deixar seu animal sozinho, mesmo que por um segundo, corre o risco dele ficar preso pela guia.

A melhor forma de evitar isso é estar bem atento. Na dúvida, leve-o no colo sempre que passar pela porta. Além disso, você também evita incômodos com outras pessoas dentro do elevador. 

Utilize a caixa de transporte e focinheira se for preciso

Alguns animais são muito agitados e não suportam ser transportados, como é o caso dos gatos
Reprodução/ Shutterstock
Alguns animais são muito agitados e não suportam ser transportados, como é o caso dos gatos

Alguns animais são muito agitados e não suportam ser transportados, como é o caso dos gatos. Por isso o ideal é usar a caixa de transporte em situações assim. Ademais, o objeto irá proteger também outras pessoas dentro do elevador. 

Leia também: 10 raças de cachorro que latem pouco

Se você tiver alguma raça considerada agressiva, não hesite em por a focinheira. Mesmo que seu pet seja calmo, é uma medida de segurança. Lembre-se que dentro do elevador não tem para onde correr caso ele fique nervoso.

Mantenha a higiene do local

A dica é só sair depois que o peludo fez as necessidades, mas como nem sempre é possível, ande com uma sacolinha para recolher os dejetos
shutterstock
A dica é só sair depois que o peludo fez as necessidades, mas como nem sempre é possível, ande com uma sacolinha para recolher os dejetos

Não é nada legal entrar no elevador e se deparar com coco de cachorro, certo? Todas as dependências do condomínio são compartilhadas e cabe aos moradores limpar a sujeira de seus pets.

A dica é só sair depois que o peludo fez as necessidades, mas como nem sempre é possível, ande com uma sacolinha para recolher os dejetos. 

Opte por usar o elevador de serviço

Como nem todo mundo gosta de animal de estimação, opte por usar o elevador de serviço quando for transportá-lo
reprodução shutterstock
Como nem todo mundo gosta de animal de estimação, opte por usar o elevador de serviço quando for transportá-lo

Como nem todo mundo gosta de animal de estimação, opte por usar o elevador de serviço quando for transportá-lo. Isso não é exatamente uma regra, mas sim uma gentileza do dono para preservar a boa convivência. 

Leia também: 10 cachorros para apartamento 

Apesar de essas dicas serem para animais em condomínio , elas se estendem também para outros locais com elevadores, como shoppings e lojas. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.