Tamanho do texto

Geralmente cães maiores e fortes causam mais medo, mas qualquer um pode morder caso se sinta ameaçado

Os cães vivem entre os humanos há milhares de séculos. São nossos companheiros, já trabalharam ao nosso lado e até hoje possuem o status de melhor amigo do homem. Porém, apesar de serem considerados animais domesticados, o instinto selvagem não sumiu totalmente. Um exemplo disso é quando se sentem ameaçados. Independente da relação que tiver com a pessoa, o pet fará de tudo para se defender e a chance do indivíduo levar uma mordida de cachorro é alta. 

Leia mais:  Mordida de cachorro: todos os cuidados que precisam ser tomados

É por situações assim que não podemos vacilar com esses pets. Geralmente temos medo das raças maiores, fortes e conhecidas pela agressividade, mas é preciso ter cuidado com qualquer um. Mesmo os menores e inofensivos podem atacar para se defender. Mordida de cachorro é algo sério, podendo causar lesões, ferimentos e, em casos graves, até a morte. 

Conheça algumas dicas para evitar uma mordida de cachorro
reprodução shutterstock
Conheça algumas dicas para evitar uma mordida de cachorro

Pensando nisso, reunimos algumas dicas para evitar ser mordido. Elas são principalmente para pessoas que não estão acostumadas a lidar com os cães e morrem de medo de sofrer um ataque. Coloque-as em prática tanto com pet conhecido como os desconhecidos. 

Nem todo cão é carinhoso como o nosso

Por causa do convívio e vínculo, o seu cão tolera muitas coisas. Ele aceita ser pego, acariciado e brincadeiras. No entanto, isso só é possível porque o animal confia em você, diferente de outros cachorros. Um dos maiores erros das pessoas é exatamente esse: esperar que todos os caninos ajam como o seu. Esse pensamente é totalmente equivocado, pois cada animal tem personalidade própria. 

Carinho em demasia pode ser um problema

A maioria das pessoas adoram abraçar, beijar, apertar e fazer outros tipos de demonstrações de carinho aos cães. Boa parte deles gostam, pois entendem que essas atitudes significam amor. Entretanto, isso não é uma regra geral e nem todos toleram. Alguns podem considerar tal carinho exagerado como invasão e reagem agressivamente. 

Por isso, evite beijar e abraçar - principalmente imobilizar - um cachorro que não conhece. Pense em como é desconfortável algum desconhecido ir até você e realizar demonstrações de afeto. Ninguém gosta disso, inclusive os animais. A melhor forma de acarinhar um cão é passar a mão no peito e laterais do pescoço. 

Veja também:  Entenda um cachorro bravo e saiba como agir para tratá-lo

Escute o proprietário do pet

O tutor conhece seu cão melhor do que ninguém, então escute quando ele faz um alerta. Se pede para não dar comida ou acariciá-lo de determinada maneira, é por algum motivo, e você deve respeitar. Por isso, se deseja evitar uma mordida, preste atenção nas indicações no dono e faça como ele pede. 

Sempre respeite os cães se deseja não ser atacado
reprodução shutterstock
Sempre respeite os cães se deseja não ser atacado


Cuidado com alguns comportamentos

Às vezes não percebemos ou até não conhecemos, mas algumas ações podem ser vista de modo negativo pelo pet. Por exemplo, olhar fixamente por muito tempo, brincar em cima dele, soprar no rosto e mexer na cauda são atitudes aparentemente bobas, mas interpretadas de forma ameaçadora pelos cães. Por isso, evite fazê-las. 

Não excite demais o animal

O principal problema de excitar demais o cão é causar a diminuição do autocontrole deles. Os que são super calmos podem não ser afetados, mas é sempre melhor evitar. Como consequência, é bem possível levar um mordida. 

Atente-se aos sinais demonstrados pelo pet

Se você começar a brincar com um cachorro fique atento a como ele reage. Rosnar, latir e mostrar os dentes são exemplos de sinais que indicam a desaprovação do animal. Ao reagir desta forma, ele está pedindo para parar e você não deve ignorá-lo. Caso continue incomodando-o, saiba que existe o risco de te atacar. 

Saiba mais:  Pata machucada ou mordida de outro cão? Saiba como tratar feridas em cachorro

Não ultrapasse as limitações do cachorro

Alguns cães não estão acostumados a serem manipulados ou sofrem de dor e desconforto. Em situações assim, a melhor escolha é não tocar certas partes do corpo que possam incomodá-lo. Por exemplo, puxar a cauda, enfiar o dedo no nariz, orelhas ou olhos e tocar em algum ferimento. Evite ser invasivo e ter alguma dessas atitudes se deseja não ser mordido, principalmente se o animal não for seu. 

Não pare a agressão de um cão com partes do corpo

Se seu cachorro está agindo de forma violenta ou está perto de algum, tenha cuidado e nunca use o corpo para pará-lo. Esta atitude pode provocar que ele redirecione a mordida para alguma região do seu corpo. 

Em situações assim, a melhor atitude é segurá-lo firmemente pela coleira, mas sem asfixiá-lo, e mantê-lo a uma distância segura de você. Use uma trela se for necessário. Caso ele esteja solto, use uma mangueira de água para pará-lo. 

A mordida de cachorro pode trazer sério problemas para a saúde
shutterstock
A mordida de cachorro pode trazer sério problemas para a saúde


Jamais incomode ou maltrate um animal

Além de não ser correto maltratar ou incomodar um cachorro, saiba que ele não irá relevar e poderá te atacar. Principalmente os desconhecidos, a chance de te morder é bem alta. Alguns podem até não reagir agressivamente, mas não dá para prever sua atitude antecipadamente. Então, evite irritar demais ou trata mal um cachorro, pois o resultado pode não ser agradável. 

O que fazer em caso de ataque

Se notar que o cachorro está irritado e irá atacar, evite sair correndo. Esta reação nem sempre é uma boa ideia, pois o animal te considerará uma ameça e sempre irá correr mais do que você. Dificilmente existe a chance de conseguir fugir ileso.

Nestes casos, a melhor solução é ficar quieto, com os braços junto ao corpo e evitar olhar o cão nos olhos. Para a maioria dos caninos isso indica que você não é uma ameaça. Quando perceber que ele está se acalmando e parando de rosnar, comece a se afatar lentamente, sem olhar diretamente e virar de costas.

Leia também:  As situações que podem levar o cachorro a atacar alguém 

Seguindo estas dicas é bem provável que você evite uma mordida de cachorro. Lembre-se de sempre respeitá-los e tratá-los com carinho, assim não existe motivos para um ataque acontecer. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.