Tamanho do texto

O filtro é como o coração do aquário, pois é ele que irá tornar a água limpa e de qualidade para os peixes

O filtro para aquário é uma das peças mais importantes para garantir uma boa vida para os peixes. É possível que donos novatos não estejam familiarizados com o aparelho, o que gera muitas dúvidas sobre qual a relevância, como funciona e qual escolher. Existem vários no mercado e a compra irá depender do seu tipo de aquário. De qualquer modo, iremos ajudar a esclarecer algumas dúvidas sobre tal aparelho.

Leia mais:  Como cuidar de um aquário de água doce

Primeiramente, saiba que o filtro para aquário  é como o coração deste pequeno ecossistema que está montando. Na natureza, a água é renovada a todo o momento e os resíduos são decompostos e diluídos. No entanto, no aquário isso não acontece naturalmente e a água é a mesma por longos períodos. Por causa deste sistema fechado e não renovável, o ambiente pode se tornar tóxico a curto prazo. 

Os resíduos que tornam a água imprópria são a amônia, liberada a partir de restos de fezes, os alimentos não consumidos que apodrecem dentro do recipiente e outros materiais que entram em decomposição. Todos esses fatores contribuem para o rápido falecimento dos peixes. Por isso a filtragem é tão importante, afinal é assim que o aquário terá aguá limpa e de qualidade, tornando-a cristalina, inodora e habitável para os animais e plantas. 

O filtro para aquário é um aparelho muito importante para a vida dos peixes
Reprodução Pinterest
O filtro para aquário é um aparelho muito importante para a vida dos peixes

Para garantir esta boa vida, será preciso investir em um filtro eficiente e funcional. Tal aparelho é caro e se quiser um aquário de qualidade será difícil economizar. Pense nisso no momento de montar o aquário, pois será um dinheiro necessário para a sobrevivência dos peixes. E, caso não tenha como pagar, o mais recomendado é pensar em outro tipo de animal para ter em casa. 

Como funciona um filtro

Pode parecer complicado o funcionamento deste aparelho, mas é mais simples do que parece. De modo geral, todos os filtros trabalham assim: a água é sugada pela entrada por uma bomba, depois passa pelas mídias do filtro e, por fim, retorna para o aquário. 

Diferente do que muitos acham, o filtro não "limpa a água". Isso é feito pelas bactérias e mídias filtrantes que estão dentro do filtro. O aparelho apenas força a água a passar pela mídias. No caso das bactérias, estão presentes no substrato, nos vidros, na água do aquário e nas mídias. Elas fazem parte do ciclo do nitrogênio e sua função é transformar a amônia em nitrito e depois em nitrato.  O nitrato é muito menos tóxico aos animais e por sua vez é absorvido por plantas ou removido durante as trocas parciais de água. 

Veja também:  Aquário italiano pede ajuda na web para nomear bebê foca

Já no caso das mídias filtrantes, elas se dividem em três categorias, cada uma com uma função específica e importante para o aquário:

  • Mídia mecânica: este é o primeiro estágio e sua função é reter as partículas maiores (orgânicas e inorgânicas) suspensas na água. Ela funciona como um coador e irá previnir que entupa os outros tipos de filtragem. O material que realiza a limpeza deve ser trocado a medida que saturar, o  que acontece normalmente semanalmente ou quinzenalmente, dependendo do número de peixes que temos no aquário. 
  • Mídia química: pode ser o segundo ou terceiro estágio. Sua função é reter as substâncias em nível molecular, onde a filtragem mecânica não retém tais substâncias e remover odores da água.  Ela é feita exclusivamente pelo carbono ativado (carvão ativado) ou similares. 
  • Mídia biológica: também é o segundo ou terceiro estágio do filtro. As bactérias são responsáveis por esta mídia e realizam o processo de transformação da amônia, como foi explicado anteriormente. Talvez esta seja a mídia mais importante, pois as bactérias atuam permanentemente para manter o equilíbrio desejado do pequeno ecossistema.
A água precisa ser limpa e renovada diariamente e o filtro tem essa função
Reprodução Pinterest
A água precisa ser limpa e renovada diariamente e o filtro tem essa função


Como escolher o filtro ideal

Existem no mercado diversos tipos de filtros e a escolha irá depender do tipo de aquário e quantidade de peixes. A capacidade do equipamento é medida em litros por hora e o recomendado é uma filtragem de 5 à 10 vezes o volume do aquário. Água doce ou salgada, litragem do tanque e espaço físico entram no precesso de escolha do filtro. Por isso, consulte um vendedor especializado e ele irá te informar qual o melhor modelo baseado no seu aquário.

Mais:  Quer ter um aquário marinho em casa? Saiba como cuidar

Opções de filtros

Os filtros são divididos em externos e internos. No caso do externo, é uma caixa de acrílico que tem uma bomba acoplada a ela. Apesar de ocupar boa parte do entorno do aquário, tem a vantagem de ser mais fácel de limpar e realizar manutenção. Seu funcionamento é bem simples: um pequeno caso suga a água para o reservatório do filtro, fazendo com que ela passe pelas mídias e depois sai pela descida na frente, semelhante a uma cascata. Geralmente o aparelho fica pendurado no vidro traseiro do aquário. 

A maioria dos filtros externo acompanha um ou mais refis para mídias no seu interior. Irá depender do fabricante a durabilidade, mas assim que o refis saturar, basta alguns segundos para realizar a troca. Este tipo de filtro é uma opção que vale ser considerada para o aquaristas que dispõem de espaço físico em casa. 

Existem filtro interno e externos, cabe ao dono escolher qual o melhor para seu aquário
Reprodução Pinterest
Existem filtro interno e externos, cabe ao dono escolher qual o melhor para seu aquário

Já os filtros internos ficam totalmente submersos dentro do aquário. O funcionamento também não tem segredo: a água entra por baixo e passa pelas mídias, saindo por cima através de uma bomba. No mercado existem dois modelos populares, o filtro interno comum e o FBM (filtro biológico modular).

Dependendo da marca, é possível encontrar filtros interno baratos, mas também irá encontrar alguns com preço bem elevado. A maior desvantagem deste tipo de aparelho é a estética. Ele ocupa bastante espaço dentro do aquário e geralmente tem um designe antigo.

Veja mais:  Está pensando em montar um aquário? Conheça as espécies de peixes para novatos

Analise bem os tipos de filtro para aquário antes de comprar. Veja qual se adequa melhor ao seu recipiente, condições monetárias, assim como as espécies e quantidades de peixes. Lembre-se que o importante é sempre dar a melhor vida para seus animais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.