Tamanho do texto

Cada ração tem uma finalidade diferente e varia de acordo com a saúde e o gosto do animal

É comum tutores inexperientes, que nunca tiveram pets antes, terem dúvida com relação ao tipo de alimento ideal para o companheiro. Para iniciar o esclarecimento é importante saber que existe mais de um tipo de ração para cachorro e gato: a seca, a úmida e semi-úmida. Além disso, há também a hipoalergênica , para cães com alergia alimentar, e uma específica para obesidade .

Qual o melhor tipo de ração de cachorro e gato: úmida ou seca?
Reprodução/ Shutterstock
Qual o melhor tipo de ração de cachorro e gato: úmida ou seca?

Um dos passos mais fundamentais na hora de decidir pela ração para cachorro ou do felino é pensar no tamanho dele, na mastigação e no tipo de paladar. Às vezes o animal tem um gosto mais "fresco" e rejeita uma série de alimentos, por não gostar da textura ou do gosto; em outros casos ele pode aceitar qualquer tipo com facilidade. O melhor a fazer normalmente é procurar um veterinário para tirar dúvidas mais específicas e, ainda mais, se o pet estiver abaixo ou acima do peso ideal.

Úmida X seca

Primeiro é preciso entender a diferença básica e simples entre as duas: a quantidade de água presente nelas. Não há exatamente uma variação na qualidade das duas, mas, sim, finalidades diferentes. O animal ficará bastante nutrido e saudável com ambas as opções, porém é interessante avaliar os fatores bons e ruins sobre elas.  

Além disso, felinos e cachorros têm uma alimentação diferente e as preocupações são próprias de cada animal. Por isso, vamos estabelecer também uma explicação para um e para outro. 

+Descubra o que você deve fazer se seu cachorro não come ração

Uma dieta balanceada pode ter tanto a ração úmida quanto a seca
Reprodução/ Shutterstock
Uma dieta balanceada pode ter tanto a ração úmida quanto a seca


Ração seca para cachorros

Geralmente essa é a preferida dos tutores. Mais barata e prática para armazenar, a maioria sequer chegou a considerar outro tipo de ração. Afinal, basta colocar em um pote fechado e a comida dura vários dias e demora muito mais tempo para estragar do que a úmida.

É também bastante indicada para limpeza dos dentes, um fator muito positivo. Conforme o cachorro mastiga, o alimento retira o excesso de tártaro acumulado, função realizada, ainda, por outras comidas, como a maçã, que além de tudo é saudável.

O mais importante no caso da ração seca é o cão ter todos os dentes completos para realizar uma boa ingestão e consequentemente digerir da melhor forma possível.

Descubra o que você deve fazer se seu cachorro não come ração!
Reprodução
Descubra o que você deve fazer se seu cachorro não come ração!

Animais idosos normalmente tem a dentição mais frágil e nem sempre está inteira. Nessa situação o ideal é tentar umas opções mais macias e molinhas, para evitar um esforço muito grande do pet. A digestão dele deve ter preferência e ao perceber uma dificuldade para mastigar, procure outro tipo de comida para ele não engolir pedaços grandes e desenvolver outras complicações gastrointestinais.

O sabor desse alimento não é dos mais adorados pelos cães. Por isso, talvez o cachorro demore um pouco para se acostumar a esse tipo - em especial se já tiver experimentado outros tipos de comidinhas. Além disso, é mais indicado a cães que bebem bastante água e não precisam de outras formas de se hidratar.

Ração úmida para cachorros

A maior vantagem da ração úmida do ponto de vista do cão é o gosto delicioso e superior à seca. Sem dúvida é mais atrativa, até por parecer literalmente pedaços de carne e porque, provavelmente, o cheiro é mais ressaltado. 

O alta quantidade de água no alimento faz dele uma excelente alternativa para cães que se hidratam pouco ao longo do dia e ainda mais em períodos de temperaturas elevadas e muito calor. Possíveis doenças renais, causadas pela desidratação , podem ser prevenidas por meio desse tipo de ração. 

Se o animal está passando por alguma enfermidade e não tem apetite, por exemplo, é provável gostar dessa e ainda ter uma rica fonte de proteína e nutrição. Em caso de perda ou dor de dentes é a alternativa perfeita para não ter a saúde prejudicada e não exigir muito da mastigação dele. 

Cães normalmente comem mais a ração seca, mas adoram a úmida
Reprodução/ Redes Sociais
Cães normalmente comem mais a ração seca, mas adoram a úmida

A desvantagem disso refere-se à possível formação de placas bacterianas na dentição do pet. Além disso, como já dito, a ração úmida tem um prazo de validade mais curto e é difícil armazená-la depois de aberta, já que deve ser consumida em poucos dias depois de aberta. 

Essa comida apresenta também um índice de corantes e conservantes relativamente alto - o que também ajuda na duração do alimento por mais tempo. Isso pode levar o pet a desenvolver certas alergias e, independente de acontecer ou não, tudo que é artificial em excesso tende a ser mais danoso à saúde. Portanto, o melhor é consultar o veterinário e optar pela marca mais recomendada.

A quantidade ideal de ração talvez seja só o equivalente a uma recompensa por dia, mais ou menos, um sexto do que o cãozinho come em um dia inteiro. Até porque há bastante carboidrato nessa composição e, em excesso, o pet pode engordar acima do normal.

Ração seca para gatos

A maioria dos felinos não aprova esse tipo, principalmente por não ser muito saborosa e pelo cheiro não ser atrativo. O fato de conter menos água exige do tutor água limpa e fresca o dia todo à disposição do pet. 

Essa comida não é considerada exatamente ruim para a saúde do pet - até porque, ela ajuda a limpar os dentes e o tártaro. Mas é sempre bom ter em mente que, apesar de mais fácil de guardar e menos custosa, o gosto do gato deve ser levado em conta. Às vezes é melhor investir um pouco mais na alimentação dele do que comprar o mais fácil e prejudicá-lo. 

É claro que nesse caso o ideal é procurar o veterinário e entender como balancear a dieta do animal e fazê-lo feliz ao mesmo tempo.

Gatos normalmente preferem a ração úmida por ser mais saborosa
Reprodução/ Shutterstock
Gatos normalmente preferem a ração úmida por ser mais saborosa



Ração úmida para gatos

Essa é sem dúvida a melhor opção para o felino. Com cerca 80% de água em sua composição, a ração úmida para gatos  é excelente para repor a hidratação do pet, além de garantir uma comida mais saborosa e fácil de mastigar. 

Bichanos idosos ou com doenças periodentais  podem - e devem - ingerir esse tipo de ração. Isso ajuda na digestão , como explicado anteriormente. Mas o acompanhamento no veterinário precisa ser constante, para realizar um tratamento eficaz para esse problema. 

Infecções nas vias aéreas prejudicam bastante o faro do animal. Como essa ração tem um aroma bem destacado torna-se uma alternativa atraente e apetitosa para o gato.

Gatinhas gestantes, assim como aos filhotes, que precisam de alimentos mais moles e bem nutritivos até os 12 meses de idade.

Também é necessário considerar o nível de atividade física praticada pelo pet. Se ele for muito ativo é sinal de que gasta mais calorias e precisa de uma reposição maior quando comparado ao sedentário.

Os mais velhos, em torno de 8 anos de idade, necessitam de mais fibras do que carboidratos, para manter o peso. Em resumo, cada fase e estilo de vida do pet vai demandar um tipo de alimentação adequado.

Deve ser dado em menor quantidade do que a seca, porque é mais calórico e deixa o pet satisfeito de forma mais rápida. Então, em torno de 1/3 ou um 1/4 do pote de ração seca é suficiente. 

Tirou as dúvidas sobre os tipos de ração para cachorro e gato? 

+Como escolher um comedouro para cachorro?

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.