É também uma maneira prática de conter a alergia nos felinos

É comum cães e gatos desenvolverem alergias a certos alimentos ou mesmo intolerância. Nesse caso o tutor deve investigar qual elemento da dieta do pet está causando esse tipo de problema de saúde. Dependendo da situação, a ração hipoalergência pode ajudar.

+Qual a quantidade de ração para cachorro certa para o seu?

ração hipoalergênica: entenda a utilidade dessa alimentação
Reprodução/ Shutterstock
ração hipoalergênica: entenda a utilidade dessa alimentação

Muito mais do que cachorros, os felinos são afetados por essa complicação. Embora não seja tão comum encontrar esse tipo de alergia nos animais, às vezes existe algum componente na ração do pet que prejudica sua saúde e o tutor demora a perceber. Mas qual os benefícios da  ração hipoalergênica ? Entenda quando oferecer esse tipo alternativo e sua utilidade.

A alergia alimentar em pets é manifestada por meio da coceira constante, acompanhada de irritação na pele, bem como de vômito e diarreia. Dependendo da gravidade, pode levar à falta de ar e sufocar o animal. Mas é importante não confundir com a intolerância a certas comidas . Esta é uma reação repentina e rápida do corpo ao entrar em contato com algum alimento que não consegue digerir.  

Existem algumas versões dessa ração. Normalmente a causa da alergia é alguma proteína ao qual o pet não se adaptou. Então, cada tipo vai restringir uma proteína específica que prejudica o gato. A quantidade desse elemento pode ser nulo, como tão baixa a ponto de não desenvolver qualquer problema.

+A gastrite em cães pode ser aguda ou crônica e há maneiras de evitá-la

via GIPHY

Além de agir diretamente no alergênico, não contém corantes e qualquer elemento em sua composição que possa desencadear outras reações. 

Qual ração utilizar?

A dieta de eliminação, como é chamado o processo de descoberta do ingrediente alergênico, pode ser feita de três maneiras diferentes. Em casa mesmo, com restrição de certas comidas, por meio de rações comerciais mais restritas ou as que contêm proteínas hidrolisadas (quebradas pelas moléculas de água e mais fáceis de serem digeridas). Essa última costuma ter em sua composição soja, galinha, caseína e fígado. E nem sempre é agradável ao paladar do pet e leva um tempo até aceitá-la.

Na hora de escolher o novo tipo de comida para o gato, o objetivo é substituir a proteína por outra de mesma fonte, mas que não faz mal ao pet. Por exemplo, se o peixe prejudicá-lo, é só pegar uma que tenha a proteína da carne, porém seja de outro animal.

+Será que é uma boa ideia dar frutas para gatos comerem?

via GIPHY


Ração caseira

Se for difícil encontrar ração hipoalergênica para comprar, pode-ser preparar uma comida caseira. Para isso,  é importante introduzir uma fonte de carboidrato e uma de proteína. Mas lembre-se de consultar o veterinário antes de qualquer mudança na dieta do animal. Afinal, é a saúde dele que está em jogo.

+Saiba mais sobre ração terapêutica para pets

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.