Gatas e cadelas precisam de uma alimentação adequada no período de gestação e amamentação
reprodução shutterstock
Gatas e cadelas precisam de uma alimentação adequada no período de gestação e amamentação

Assim como os temas relacionados à saúde humana devem fazer parte da nossa rotina, as questões relacionadas à saúde dos pets merecem igual atenção. Como tratamos diversos assuntos comuns tanto para o bem-estar dos seres humanos quanto dos animais em datas específicas, que são celebradas no intuito de conscientizar para os mais diversos aspectos da saúde, é importante abordarmos no contexto os cuidados com nossos companheiros.

Entre os dias 1 e 7 de agosto é celebrada a  Semana Mundial da Amamentação, e, com isso, não podemos deixar de destacar a importância desta fase da vida também para os pets. O aleitamento materno é extremamente importante para garantir a proteção e o desenvolvimento saudável dos filhotes de cães e gatos, pois, além de alimentar, é por meio do leite que receberão imunidade até que seu sistema de defesa esteja plenamente desenvolvido. O leite materno é o alimento mais completo e rico em nutrientes  que atende à demanda de um filhote em crescimento.

As cadelas e gatas devem receber nutrição especial desde a gestação até o fim da amamentação. A lactação, em especial, é considerada o maior desafio nutricional que uma fêmea pode ter ao longo de sua vida, tal a alta demanda de nutrientes no período, o que é ainda mais intenso em caso de grandes ninhadas.

Tendo em vista as necessidades nutricionais específicas das cadelas e gatas gestantes ou lactantes, é fundamental que elas recebam um alimento que atenda perfeitamente as demandas. A nutrição para esta fase da vida deve fornecer maior valor energético e níveis de proteína e gordura mais elevados, essenciais para suprir as necessidades.

Você viu?

“Os alimentos específicos para filhotes são mais concentrados em nutrientes essenciais e fornecem mais energia do que as fórmulas para adultos. Por isso, são ótimas opções para oferecer às futuras mamães e ajudá-las a manterem-se fortes e fornecerem todos os nutrientes para seus filhotes”, recomenda a médica veterinária Lara Vope.

Vale ressaltar que a opção por um alimento de alta qualidade é fundamental, por seus níveis nutricionais mais elevados, ingredientes diferenciados e maior digestibilidade (mais fácil digestão e aproveitamento).

Material cedido pela fabricante de alimentos Adimax
reprodução shutterstock
Material cedido pela fabricante de alimentos Adimax

Para que o sistema digestivo das fêmeas gestantes se adapte, Lara alerta sobre a importância de realizar a troca gradual do alimento, conforme recomendado na embalagem do produto. Além disso, o tutor deve oferecer a quantidade ideal em cada etapa da gestação e amamentação.

“A troca do alimento deve ser feita gradualmente, logo após o acasalamento. Já a quantidade de alimento a ser fornecida será diferente a depender da espécie. Gatas necessitam iniciar o aumento de consumo de alimento logo no início da gestação, enquanto cadelas só devem começar a receber aumento na quantidade de alimento no terço final da gestação e, em ambos os casos, deve ser mantida essa alimentação especial até o final da lactação. Para mais informações sobre quanto fornecer, o tutor deve consultar sempre o seu médico veterinário de confiança”, completa.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários