O mês de agosto é marcado pelas campanhas de vacinação em cães e gatos. Para se preparar para esse momento, é interessante conhecer possíveis reações que o seu pet pode apresentar à vacina. 

vacina em cachorro
shutterstock
Dor e inflamação no local da vacina são as reações de vacina mais comum em cães e gatos

De acordo com Bianca Bennati, veterinária da clínica SPet, junto a Cobasi São Bernardo Faria Lima, as reações mais comuns são dor e inflamação no local da aplicação da vacina e febre, acontecendo principalmente em filhote. “Outras reações menos comuns são vômito e diarreia, também mais presente em filhotes na primovacinação”, acrescenta. Essas reações podem acontecer de 2 horas até 3 dias após a aplicação.

Ela explica que em casos mais raros é possível acontecer edemas de face e em casos raríssimos, choque anafilático. “Esses dois últimos podem acometer qualquer idade e pode ocorrer mesmo que o animal sempre tivesse tomado a mesma vacina. Não é possível prever e pode ou não apresentar coceira”, completa. 

“O edema de face pode acontecer até 48 horas após a vacina. E o choque anafilático ocorre em 10 a 20 minutos após a aplicação, esse último é mais perigoso podendo causar óbito”, explica.

Bianca também diz que outra reação rara é a formação de Sarcoma vacinais. Além disso, pode acontecer alteração da coloração do pelo ou perda do pelo no local da aplicação.

O que fazer?

“Nos casos de dor ou febre, analgésicos e antipiréticos podem ser usados de acordo com a recomendação do médico veterinário. Bolsas de água quente também podem ser usadas para aliviar a dor”, orienta. 

Já nas reações alérgicas, são necessárias medicações anti alérgicas também receitadas pelo médico veterinário. No caso do choque anafilático, ela explica que a intervenção veterinária deve ser urgente, onde será necessário aplicações de medicações e oxigênioterapia. 

“Apenas as reações comuns, como dor e febre, podem esperar, podendo durar até 3 dias, mas, geralmente, duram 12 horas”, explica. Se durar mais de 3 dias, é preciso buscar ajuda veterinária. 

Bianca também fala que se observar formação de nódulos infeccionados no local da aplicação, é necessário buscar atendimento o quanto antes. “Casos de edema de face e choque anafilático necessitam de atendimento imediato”, completa. 

Já no caso de Sarcoma vacinal, a veterinária explica que é algo que tem um tempo de crescimento demorado, mas quanto antes for diagnosticado melhor para iniciar o tratamento cirúrgico.​ Por isso, é importante sempre estar atento a saúde do seu animal.

    Veja Também

      Mostrar mais