Tamanho do texto

Tanto a fêmea quanto o macho atingem a maturidade sexual cedo, mas não é recomendado incentivar a reprodução antes dos cinco meses de idade

Como todos os mamíferos, os porquinhos da Índia tem um período de cio para poderem se reproduzir. A época de acasalamento desses roedores tem suas particularidades e muda de acordo com o sexo. Se está pretendendo ter filhotinhos ou querendo evitar uma gravidez indesejada, é importante saber tudo sobre porquinho da Índia no cio.

Leia também: Seu Porquinho da Índia fêmea engravidou? Saiba o que fazer

A maturidade sexual desses roedores é diferente para fêmea e para o macho. Elas a alcançam um mês após nascer, enquanto eles levam dois meses para serem considerados sexualmente maduros. Ou seja, esses roedores são bem precoces e podem se reproduzir ainda filhote. Apesar disso, não é algo recomendado para seu porquinho da Índia no cio antes dos primeiros cinco meses.

O período de cio das fêmeas

Esses roedores são bem precoces e podem se reproduzir ainda filhote. Apesar disso, não é algo recomendado para seu porquinho da Índia no cio antes dos primeiros cinco meses
reprodução shutterstock
Esses roedores são bem precoces e podem se reproduzir ainda filhote. Apesar disso, não é algo recomendado para seu porquinho da Índia no cio antes dos primeiros cinco meses

Logo que atinge a maturidade sexual o primeiro cio já aparece, acontecendo uma vez a cada 15 dias. O tempo de duração é de 24 a 48 horas. Durante todo esse período, ela fica receptiva ao acasalamento de 6 a 11 horas. 

Muitos donos ficam em dúvida se é normal a fêmea sangrar durante o cio, assim como acontece com algumas espécies, mas a resposta é não. Porquinhas da Índia não sangram em nenhum momento, nem mesmo na gravidez. Se observar algum tipo de hemorragia, vá ao veterinário para determinar as causas do problema e tratá-lo. 

Se por acaso a fêmea engravidar, ela entrará num estado chamado cio pós-parto. Acontece entre 2 e 15 horas depois de ter dado à luz aos filhotes. Passado esse período, irá retornar para a fase do cio. É imprescindível manter o macho afastado nos primeiros momentos, pois ele pode montar novamente na parceira e engravidá-la. 

Leia também: Frutas e verduras indicadas para a dieta de um porquinho da índia

Em relação às mudanças de comportamento, as porquinhas ficam mais carinhosas e amorosas, buscando constantemente por carícias e atenção. Não estranhe se ela resolver se aproximar mais dos companheiros de gaiola ou mesmo dos donos.

Embora a fêmea atinja a maturidade sexual logo no primeiro mês de vida, o recomendado é esperar pelo menos cinco meses de idade para engravidar. O ideal é que a roedora tenha entre 600 e 700 gramas, caso contrário a gestação e lactação serão complicadas. 

Além disso, ela jamais deve ter a primeira ninhada depois dos 7 meses de idade por risco de distocia. As porquinhas têm uma cartilagem na zona pubiana que estende antes do parto. A partir dos 6 meses, essa cartilagem ossifica, dificultando a parição. Por isso é importante que a primeira gravidez seja antes desse momento. 

O período de cio dos machos

Recomenda-se permitir que o macho cruze só após os 2 meses de idade. Caso ele engravide a parceira, lembre-se de tirá-lo da gaiola logo após o parto
reprodução shutterstock
Recomenda-se permitir que o macho cruze só após os 2 meses de idade. Caso ele engravide a parceira, lembre-se de tirá-lo da gaiola logo após o parto

Ao contrário das porquinhas, os machos não tem um ciclo definido quando o assunto é acasalamento . Ele pode cruzar a qualquer momento o ano, com todas as fêmeas que estão no cio. Contudo, é possível observar mudanças no comportamento quando o cio se aproxima.

Eles ficam claramente mais agressivos quando há uma fêmea no período reprodutivo por perto. Se houver mais de um macho no mesmo ambiente, o direito de acasalar com a porquinha será disputado em um ritual de cortejo.  

Recomenda-se permitir que o macho cruze só após os 2 meses de idade. Caso ele engravide a parceira, lembre-se de tirá-lo da gaiola logo após o parto. Alguns porquinhos tem uma atitude indiferente em relação aos filhotes, mas outros podem ficar agressivos e atacá-los. Além disso, a fêmea pode engravidar novamente. 

Leia também: Doenças do porquinho da Índia: Conheça as principais e saiba o que fazer

Por mais que seja fofo constituir uma família com seu porquinho da Índia no cio , não é recomendado incentivar a reprodução em casa devido à superpopulação e ao número de exemplares abandonados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.