Tamanho do texto

A terapia alternativa utiliza óleos essenciais e fragrâncias que prometem melhorar o bem-estar físico e psicológico do animal

Aromaterapia é uma técnica muito antiga, tendo aproximadamente 4500 anos de história. O conceito moderno, como as pessoas conhecem hoje, surgiu na Europa no início do século XX. O termo apareceu pela primeira vez em 1937, publicado no livro do químico francês René-Maurice Gattefossé.

Conheça os tratamentos alternativos para o câncer em cães

Mas afinal, o que é  aromaterapia ? Ela consiste em usar óleos essenciais e outros tipos de fragrâncias para curar diversas doenças e melhorar o bem-estar físico e psicológico de uma pessoa. A técnica pode ser utilizada como terapia complementar, ou seja, em conjunto com os tratamentos convencionais. Ou então como medicina alternativa, realizada em substituição das opções tradicionais. 

A aromaterapia utiliza óleos essenciais e outros tipos de fragrâncias para curar diversas doenças, melhorar o bem-estar físico e psicológico
reprodução shutterstock
A aromaterapia utiliza óleos essenciais e outros tipos de fragrâncias para curar diversas doenças, melhorar o bem-estar físico e psicológico

Os óleos essenciais utilizados são extraídos de folhas, flores, caules e raízes, sendo depois diluídos em outro óleo ou em álcool. Eles podem ser aplicados diretamente na pele, inalados, diluídos na água do banho ou pulverizados no ar. Há também a possibilidade de usar em conjunto com massagens como método de relaxamento. 

A terapia foi utilizada primeiramente em seres humanos. Quando começaram a notar melhoras significativas no quadro da saúde, foi estendida para os animais de estimação. Testes foram realizados em cães para ver se atingia os mesmos benefícios e os resultados foram satisfatórios, principalmente em casos de controle de temperamento. 

Foi observado que cachorros estressados, bravos e hiperativos ficavam bem mais calmos e relaxados após a terapia. Aos poucos, ela está se estabelecendo e promete trazer equilíbrio, cura e bem-estar. Já existem muitos locais que utilizam-na como algo complementar ou em alternativa a medicina tradicional.  

Aromaterapia em cães

Como o olfato dos cachorros é muito apurado, os óleos não deve ser utilizada na mesma intensidade que nos seres humanos. As essências precisam ser mais diluídas, para que o cheiro fique fraco e não prejudique o pet. O uso é seguro e não causa problemas a saúde, desde que seja realizada por um profissional. 

Florais e medicamentos fitoterápicos podem ajudar na saúde dos pets

O modo de funcionamento é bem simples. Quando uma substância volátil é inalada, vai diretamente para o Sistema Nervoso Central, localizado no cérebro. É dessa maneira que esse tipo de terapia- faz efeito. A essência estimulará e liberará substâncias químicas no cérebro, que irão regular várias funções corporais, como apetite, humor, sono, temperamento, etc. 

A aromaterapia pode ser usada como terapia complementar ou de modo alternativo a medicina tradicional
reprodução shutterstock
A aromaterapia pode ser usada como terapia complementar ou de modo alternativo a medicina tradicional

É por isso que a prática pode ser útil para seu bichinho, tanto no nível emocional como no físico. Ela auxiliará na inibição de comportamentos indesejados, como estresse no caso da ansiedade de separação, ou então para promover atitudes positivas durante treinamento, como controle de temperamento. 

Para que aja efeito no animal, os óleos devem ser aplicados em certas localidades do animal. A aromaterapia jamais deve ser administrada pela via oral ou perto dos olhos, boca ou órgão genital, pois é perigoso. Apesar de todos os benéficos que trás, se for utilizada de maneira errônea ou com a dosagem acima do recomendado, causará sérios problemas de saúde. 

É por esse motivo que só deve ser realizada por um profissional, ou com a ajuda de um. Algumas doenças são graves e requerem um tratamento específico, não sendo a melhor alternativa essa terapia. Só quem poderá dizer o que é melhor para a situação do cão é o veterinário. 

Conheça os todos os testes de alergia para cachorros

A qualquer sinal de anormalidade, leve o bichinho ao médico e espere o diagnóstico correto. Se ele receber o tratamento errado pode piorar muito a sua condição ou, em casos mais graves, falecer. Por isso, siga exatamente as recomendações do veterinário para curar o pet.

No entanto, nem todos os veterinários acreditam no poder da aromaterapia e dificilmente recomendarão a prática como método curativo. Por outro lado, dependendo do problema de saúde ou da raça, o cachorro não pode passar por esse tratamento. 

Dessa forma, se estiver considerando realizar o procedimento, procure a opinião de um veterinário de confiança. Ele te dirá os prós e contras e, caso libere o uso da prática, será muito benéfica ao cão. Lembre-se de pedir indicações de locais que realizem a terapia. 

A técnica só pode ser realizada por um profissional capacidade, nunca pelos donos
reprodução shutterstock
A técnica só pode ser realizada por um profissional capacidade, nunca pelos donos

Essências benéficas para os cães

Existem diversas essências que são extraídas da natureza e cada uma tem suas propriedades. Conheça algumas e saiba quais benefícios podem oferecer ao pet. 

  • Agrimônia: ótimo para reduzir as coceiras causadas pelas pulgas;
  • Árvore de Benjoim: tem propriedades relaxantes, sedativas e antidepressivas, por isso, é recomendado para cães agressivos, ansiosos e nervosos;
  • Árvore de Neem: ajuda a redução da ansiedade e do estresse;
  • Aspen: recomendado para cães com fobia de tempestade;
  • Camomila: por causa das suas propriedades calmantes, é perfeito no caso de impaciência e irritabilidade. Também alivia inflamações alérgicas, dermatites e cura mais rápido as feridas;
  • Cedro: melhora a elasticidade e fortalece a pele, assim como serve para repelir insetos;
  • Estrela-de-Belém: indicado para qualquer tipo de trauma e dores;
  • Eucalipto: repele insetos, melhora o humor do animal e também pode ser usado como estimulação mental, pois ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo no cérebro;
  • Hortelã: melhor o ânimo;
  • Impatiens balsamina: mais conhecido como beijo-de-frade, melhora a capacidade de atenção durante o treinamento;  
  • Incenso: reduz o estresse e a depressão, ótimo quando você precisar deixar o animal sozinho;
  • Laranja: estimula o sistema linfático, reduz problemas digestivos e de nervosismo;
  • Limão: auxilia na concentração e reforço da atenção, ótimo para o sistema circulatório, regenera o tecido conjuntivo e repele insetos;
  • Lonicera japonica: conhecida também como madressilva, a erva melhora a atenção e concentração do animal;
  • Prunus cerasifera: ótima para animais que não conseguem viajar de carro;
  • Rosa-de-pedra: boa para cães que sofreram trauma, pois aumenta a coragem e a confiança, assim como alivia o estresse.

Conheça o tratamento contra fungos em cachorros

Na hora da aromaterapia , lembre-se de falar para o profissional todos os problemas do cão, além dos de saúde. Os diversos tipos de ervas ajudarão o bichinho a melhorar em todos os aspectos. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.