Tamanho do texto

Os planos de saúde para animais seguem a mesma lógica dos planos humanos

O sistema público de saúde brasileiro deixa bastante a desejar. São longas filas de espera para a realização de exames, falta de médicos e estrutura precária. Mas pagar pelo atendimento particular pode sair muito caro. É aí que entram os planos de saúde, eles oferecem atendimento rápido e eficaz com profissionais reconhecidos, e na maioria das vezes, por um valor mais em conta. O plano de saúde animal foi criado a partir de uma realidade parecida: falta de hospitais veterinários públicos e alto valor de procedimentos particulares. 

Veja mais:  Raio X em cães e gatos: Quais são os tipos e quando é necessário?

Ao criar o plano de saúde animal, o mercado pet pensou também na mudança de comportamento dos donos em relação aos seus bichinhos. Hoje em dia eles fazem, cada vez mais, parte da vida das pessoas, ocupando até o lugar dos filhos em algumas famílias. O cuidado e a preocupação destinados a eles também aumentaram e isso inclui assuntos relacionados a saúde. 

Ter a opção de plano de saúde também para o animal de estimação é algo relativamente novo e poucos donos conhecem, mas pode ser uma alternativa válida em alguns casos. Confira as respostas de algumas das principais dúvidas que surgem em relação ao assunto. 

Poucos donos conhecem sobre o plano de saúde animal, mas pode ser uma ótima alternativa para alguns pets
reprodução shutterstock
Poucos donos conhecem sobre o plano de saúde animal, mas pode ser uma ótima alternativa para alguns pets

Como funciona?

Os planos de saúde para animais são bastante parecidos com os planos para humanos. Basicamente, paga-se uma taxa mensal para garantir atendimento integral, sem filas, a qualquer hora do dia e ter acesso aos melhores médicos, laboratórios, clínicas e hospitais. Quanto maior é o valor do plano, mais serviços são oferecidos e melhor é o atendimento.

No caso do plano de saúde dos pets, a lógica é a mesma, mas os preços não chegam à mesma magnitude. Com menos de 50 reais por mês é possível aderir a um plano minimamente completo, dando direito a consultas, vacinas, atendimento emergencial e exames laboratoriais e de imagem. Se desejar um serviço melhor e mais completo, com quantias entre 100 e 200 reais seu animalzinho terá várias regalias, como direito a acupuntura e cirurgias mais complexas. 

Leia também:  Cesariana em cadelas: Quando optar por esse procedimento?

Além da cobertura do plano, existem outros fatores que também influenciam no preço, como raça, porte e idade do animal. É muito provável que, apesar de escolher o plano básico, ele encareça caso seu pet seja idoso ou tenha saúde fraca. 

Quais são as vantagens de aderir a um plano de saúde animal?

Um dos motivos que fazem o plano de saúde animal ser vantajoso é a falta de alternativas públicas. No caso da cidade de São Paulo, existem apenas dois hospitais veterinários públicos: um na zona leste e outro na zona norte. Eles têm em média 300 atendimentos por dia. 

Os serviços são exclusivos para quem mora na capital paulista e, prioritariamente, a quem é assistido por programas sociais como Bolsa Família, Renda Mínima, Renda Cidadã ou outro programa equivalente. Quem não participa desse projeto também pode utilizar os hospitais, basta ser maior de idade, levar RG e CPF originais e comprovante de residência no nome do dono. Os documentos são essenciais para garantir o atendimento do pet. 

Poucos donos conhecem sobre os planos de saúde animal, mas pode ser uma ótima alternativa para alguns pets
reprodução shutterstock
Poucos donos conhecem sobre os planos de saúde animal, mas pode ser uma ótima alternativa para alguns pets

Mesmo tendo hospitais públicos, eles são poucos para a quantidade de pessoas que vivem na cidade de São Paulo e que, muitas vezes, não têm condições de percorrer longas distâncias para chegar à zona leste ou norte. Acaba sendo inviável usufruir desses serviços. A situação fica ainda mais complicada para quem vive em outras cidades. Eles não podem utilizar esses hospitais e às vezes não tem alternativas públicas no município em que moram. Então, a alternativa é pagar altos valores por um atendimento particular — principalmente em casos emergências. 

Nesses casos, aderir a um plano de saúde acaba sendo bastante útil, já que dá direito a atendimento médico sem fila e praticamente exclusivo em qualquer momento do dia, além de possivelmente sair mais barato do que pagar serviços isolados. 

Se você tem um animal com saúde frágil — raças braquicefálicas, por exemplo — os planos se tornam ainda mais vantajosos. Em vez de pagar por partes cada tratamento, contratar um serviço de saúde garante o pacote completo dos cuidados com o cão. Mas lembre-se, o plano fica mais caro para raças de saúde debilitada, veja se vale a pena aderir. 

Mais:  Conheça os todos os testes de alergia para cachorros

Além disso, alguns planos também oferecem pacotes para grupos de animais e serviços em pet shops. Isso pode ser uma vantagem para quem tem vários pets em casa, pois é uma forma de economizar e garantir todos os cuidados. 

Plano de saúde X Planos de clínicas

Muitas pessoas confundem plano de saúde com planos de clínicas. No caso dos planos de clínicas, eles são na verdade pacotes de serviços oferecidos por um hospital veterinário ou clínica. O dono paga um valor e tem direito a consultas, exames e outros tratamentos daquele estabelecimento.

O problema é que você fica restrito aos serviços daquele lugar. Para quem tem um veterinário de confiança ou precisa de um especialista não oferecido no local, esse plano se torna desvantajoso. Os gastos acabam sendo maiores, pois além de pagar o pacote da clínica, você precisará investir em atendimento fora.  

Por outro lado, a adesão às vezes garante descontos em outros serviços, como banho, tosa, vacina e compra de utensílios. É uma forma dos clientes gastarem menos e terem mais vantagens. Cada vez mais os estabelecimentos estão aderindo a esta prática. Antes de decidir por qualquer opção, pesquise bastante e tenha certeza das necessidades. 

Poucos donos conhecem sobre os planos de saúde animal, mas pode ser uma ótima alternativa para alguns pets
shutterstock
Poucos donos conhecem sobre os planos de saúde animal, mas pode ser uma ótima alternativa para alguns pets

Já os planos de saúde não te deixam restrito a um único lugar. Você paga pelo pacote de serviços oferecidos pela empresa escolhida e depois basta ver qual clínica ou hospital cobre seu plano. É a mesma lógica dos planos de saúde humanos. 

Veja também:  Cemitério e crematório para cães e gatos: entenda como funcionam esses serviços

Qual plano aderir?

Essa resposta é bastante particular e irá depender de cada animal. Pesquise bastante as empresas que oferecem plano de saúde animal e observe se está registrada no CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária). Veja quais planos cada uma oferece e escolha de acordo com o melhor custo-benefício, de forma a garantir as necessidades do seu pet e não ter um preço exorbitante. Fique atento na hora de contratar os serviços. Leia bem o contrato e questione sempre que estiver com dúvidas. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.