Tamanho do texto

O furão não é um animal típico do Brasil, então os custos de ter um são altos

O furão, como muitas pessoas acreditam, não é um roedor. Sua aparência pode até se assemelhar a de um rato ou doninha, mas é um animal diferente. Ele também não é um bicho silvestre, na verdade é tão doméstico quanto um cão. Os ferrets, outro nome para furão, foram domesticados no Egito Antigo, antes mesmos dos gatos. Na Europa eram usados para caçar pequenos roedores. 

Leia mais:  10 animais exóticos que você pode ter em casa

Para quem deseja ter um exemplar, saiba que ele é um ótimo companheiro. Tem tendência a se adequar aos horários dos donos, ou seja, quando estiver fora de casa o  furão provavelmente estará dormindo, mas ele acorda assim que chegar. Logo que desperta, fica bastante agitado querendo brincar. 

O furão é um animal de alto curto, pois não é típico do Brasil
Reprodução
O furão é um animal de alto curto, pois não é típico do Brasil

Por causa dessa personalidade ativa, o animal gosta de atenção e brincadeiras. Por esse motivo, precisa sair da gaiola pelo menos em algum momento do dia para se divertir. Mas, normalmente, os furões ficam na gaiola e não se importam com esse espaço pequeno e fechado. 

Para quem tem a intenção de manter o pet solto em casa, é preciso ficar atento se a casa está preparada para ele. O furão é pequeno e seu corpo alongado facilita entrar em pequenos locais, então verifique se não tem nenhum fio solto em tomada, frestas abertas, pontas soltas em móveis, entre outras situações perigosas. Passear com seu ferret também é possível. Ele consegue se acostumar a usar coleiras ou transitar dentro de bolsas de transportes própria. 

Comprando os utensílios

Em lojas especializadas é possível encontrar gaiolas para furões. Normalmente elas tem dois andares e um lugar pra pendurar uma rede. Um cantinho escuro também é essencial para funcionar de "quarto" para o pet. Toalhas e tecidos são ótimos para fazer um ninho. Coloque papel picado dentro da gaiola e fora para servir de "banheiro". É possível ensinar os furões a usar caixas de gatos para fazer suas necessidades. Brinquedos também são legais de comprar para distrair o pet quando estiver preso.

Para a alimentação, o melhor comedouro são tigelas pesadas ou do tipo que ficam fixas na gaiola. Prenda o bebedouro também. Isso irá evitar que o animal vire os objetos. Adquira tamém uma caixa de transporte de furões e uma coleira e peitoral podem ser úteis. 

Diferente do que muito acham, o furão não é um roedor
Reprodução Pinterest
Diferente do que muito acham, o furão não é um roedor













Mais:  Saiba quais espécies de pássaros são mais indicadas para crianças

Convivendo com o furão

Para quem deseja ter um companheiro divertido e animado, um ferret é a escolha certa. Ele é bastante brincalhão e consegue aprender truques. Crianças adoram esse pet, pois irão se distrair bastante brincando com ele. O animal também não gosta de ficar sozinho, precisando de bastante atenção por parte do dono. Tenha isso em mente antes de adquirir um. 

O furão não é agressivo e dificilmente morde ou arranha. Às vezes pode até parecer que ele irá atacar, mas isso só acontece quando se sente ameaçado ou é apenas uma reação durante a brincaderia. Mordidas durante a diversão dificilmente doem, pois os dentes não têm muita força. 

É preciso ter cuidado com a curiosidade desse bichinho. Ele adora entrar em armários, gavetas, caixas, etc. Não se assuste se o ferret sumir de vez em quando. Outro ponto é que ele gosta de "roubar" objetos. Chaves, borrachas e brincos são exemplos de peças que podem ser escondidadas pela casa. Comidas e brinquedos do animal também são colocados em locais secretos. E cuidado com bolsas. Se ele ver alguma bolsa aberta é bem capaz que pegue algo lá dentro e esconda. 

Alimentação

Os furões são carnívoros. Eles precisam de carne e gordura animal em sua dieta. Existem rações específicas para a espécie, mas são caras e difíceis de encontrar no Brasil. É bom consultar um veterinário para ele indicar que tipo de comida ideal.  

Lojas vendem petiscos para ferrets e eles costumam adorar. Pedaços de pão e frutas como banana e uva passa também são opções. Evite alimentos feitos à base de peixe e muito rico em vegetais e grãos. Jamais ofereça doces, chocolate ou sorvete. 

via GIPHY

Na hora de comprar o alimento do furão, não exagere. Comida em excesso pode estragar. Mudanças buscas na alimentação pode deixar o furão doente, por isso, é importante acostumá-lo a um cardápio variado ainda filhote. Isso garante uma dieta balanceada e diversificada. Água é indispensável e deve ser trocada todos os dias. 

Leia também:  Saiba como se aproximar da chinchila para pegá-la no colo

Higiene

O furões são animais naturalmente limpos. Eles cuidam do próprio pelo com os gatos. Os banhos não precisam ser frequentes, na verdade, uma bacia de água já resolve. Esse pet pode não ter um odor muito bom, mas será preciso se acostumar. Banhos completos são recomendados a cada trimestre. Use shampoo natural para não tirar o óleo natural do pelo. Tenha cuidado com os olhos e ouvidos, pois são sensíveis. Corte regularmente as unhas do furão. 

A gaiola, bebedouro e comedouro também precisam ser limpos. Garantir a higiene dessas peças diminui a chance de proliferação de fungos e bactérias. O comedouro e bebedouro precisam de limpeza mais frequente. Jamais deixe comida estragada ou água velha nesses recipientes. 

Saúde

Os furões precisam ser vacinados logo nos três primeiros meses de vida, com vacinas próprias para a espécie. Eles são sujeitos à raiva e cinomose, fatais para a espécie. É um animal resistente, mas pode ficar doente às vezes como qualquer animal. Leve-o regularme ao veterinário para checagens. Isso irá garantir que doenças possam ser descobertas com atencedência e rapidamente tratadas. 

via GIPHY



Mais:  Conheça as doenças mais comuns em hamster

Onde conseguir e o preço?

Esse animal não é natural do Brasil, por isso, existem poucos criadores. Geralmente eles são importados com chip de identificação e castrados. É indispensável procurar com atenção um bom criadouro para garantir um animal saudável. O preço médio de um filhote é de R$1000,00 e a expectativa de vida é de 4 a 6 anos. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.