Tamanho do texto

As mudanças de comportamento acontecem de forma diferente para cães e gatos; veterinária explica como o dono deve lidar com a fase

Os animais são cada vez mais tratados como verdadeiros filhos por seus donos, e eles podem ser realmente muito parecidos com crianças. Por exemplo, cães e gatos também passam pela fase da adolescência e podem mostrar alterações no comportamento, mais preguiça e desobediência. 

Luana Sartori, veterinária da Nutrire, explica que a adolescência acontece de forma diferente para cada espécie. Os cães apresentam os sinais dos 6 meses de vida até os 18 meses, no máximo. Já para os gatos a fase acontece entre 1 e 2 anos de idade. A mudança no comportamento também é diferente para cada um deles. 

Cachorros

cachorro correndo arrow-options
Shuttersock
Os cachorros passam pela fase da adolescência entre os 6 e 18 meses de vida

A fase da adolescência dos cães pode ser um período difícil para os donos. "A produção maior de hormônios acarreta nas mudanças de interesses e além das mudanças físicas, alterações comportamentais acontecem", explica Luana. 

Saber lidar com o cachorro na adolescência é muito importante já que o treinamento requer mais paciência, consistência e persistência. "É bom que todos utilizem as mesmas palavras de comando e compreendam que tudo o que o animal aprender agora, vai levar para a fase adulta.”

Leia também: Cachorro mordendo muito? Adestrador dá dicas de como resolver o problema

As mudanças comportamentais podem acontecer também com aqueles cães que já foram adestrados. O pet passa a não obedecer como antes. Por isso, mesmo para os que já aprenderam a acompanhar o dono na rua, o usa da coleira da coleira é fundamental - o animal está mais corajoso e instigado a novas descobertas e as chances de ele sair correndo são grandes. 

Luana indica que para passar pela adolescência do animal sem muitos problemas o dono precisa “Deixar sempre claro quem é o líder, mas evitar punições, gritos e xingamentos - isso só afasta o cãozinho. Afeto é sempre a melhor forma lidar com a rebeldia do pet”.

Gatos

gato em cima de móvel arranhado arrow-options
Shuttersock
Arranhar móveis é uma das características dos gatos na fase da adolescência

Para os gatos a fase de adolescência é um pouco diferente. Os bichanos se tornam mais carinhosos e brincalhões. Mas nem tudo são flores, com o aumento da energia eles podem arranhar e estragar os móveis da casa, por isso é indicado deixar um arranhador disponível para ele. 

Além disso, machos e fêmeas podem sentir a necessidade de marcar território. “O xixi fora da caixa de areia é a forma mais comum do animal demonstrar que aquele ambiente é dele e de mais ninguém”, conta Luana. A castração é a forma mais segura de evitar esse comportamento, além de ser importante para a saúde do pet. 

Leia também: Devo ou não castrar o animal de estimação? Veterinário responde

Ao mesmo tempo de tanta atividade, os gatos também costumam dormir por mais horas do que quando eram filhotes. Não estranhe se o animal descansar por 15 ou 16 horas no dia. 

A fase da adolescência tem um tempo de validade e logo passa. O mais importante é que o dono tenha paciência e continue dando muito carinho ao animal.